Hostel em Curitiba aposta no slow design e na permacultura

O objetivo é promover o bem-estar e a integração entre os indivíduos, a sociedade e a natureza

Por CicloVivo Atualizado em 17 fev 2020, 15h38 - Publicado em 15 jan 2020, 12h00
Reprodução/CicloVivo

Conceito ainda inédito e pouco discutido no Brasil, o slow design tem como base o desenvolvimento tanto de produtos, como o de serviços “mais longos”. Mas o que isso quer dizer? Quer dizer que cada projeto leva em consideração vários fatores antes de ser desenvolvido, entre eles o bem-estar e a integração entre indivíduo, sociedade e a natureza. O slow design se contrapõe aos modelos mais conhecidos que são baseados no consumo desenfreado e de curto prazo.

Reprodução/CicloVivo

Quem adotou esse conceito foi a empresária curitibana Eduarda Guimarães de Almeida. Formada em Tecnologia em Processos Ambientais, e sempre ligada ao tema, no ano passado ela inaugurou “O Bosque hostel”: o primeiro hostel slow design do Brasil, que vem chamando atenção de curitibanos e turistas.

Quer saber tudo sobre a novidade? Então clique aqui e veja o conteúdo completo do CicloVivo!

Continua após a publicidade

Publicidade