Ecobuild: o que é uma cidade saudável?

O arquiteto Frank Siciliano está em Londres, visitando a maior feira de construção sustentável do mundo. Ele acompanhou as discussões sobre urbanismo e avisa: regionalização dos serviços e da infraestrutura podem deixar as cidades mais saudáveis.

Por Frank Siciliano Atualizado em 20 dez 2016, 19h42 - Publicado em 6 mar 2009, 19h08

O último dia da Ecobuild foi ocupado pelas discussões sobre o conceito de Cidade Saudável. Ou seja, mais do que ser sustentável a cidade precisa oferecer algumas coisas ao cidadão: moradia, comida, água, percepção de segurança, áreas verdes, comunidade, beleza. Isso só acontece quando há regionalização dos serviços e da infra-estrutura permitindo, entre outras coisas, deslocamentos dos moradores a pé ou de bicicleta, minimizando o uso de transporte motorizado. Além disso, a cidade saudável deve ter hortas urbanas, recriar comunidades e resgatar a convivência social. Para aqueles que não acreditam que isso deva ou possa acontecer, a pergunta é: como poderão sobreviver os habitantes das nossas cidades nos próximos anos com o aumento de temperatura, o crescimento da população e a limitação das matrizes energéticas? As mudanças terão que acontecer nos centros urbanos já existentes, pedaço por pedaço, considerando as características e necessidades de cada um deles, até com legislações específicas por região.

A empresa ZED Factory Ltda, cujo negócio é criar residências e bairros com consumo de Carbono Zero, fez também uma apresentação. Ela vem trabalhando com inúmeros fornecedores para desenvolver um produto capaz de atingir o carbono zero a preços acessíveis. Lembro de ter visitado a ZED em outubro de 2005 e seu primeiro protótipo, chamado BEDZED, ainda uma coisa pequena. Hoje já têm trabalhos espalhados em países como China e França. Um fator importante na palestra foi a apresentação de incentivos financeiros criados para edificações verdes, em seis categorias: os benefícios aumentam quanto maior foi o nível de sustentabilidade. Isso tem sido apontado como uma grande mola propulsora para este tipo de construção, especialmente pelo problema de crédito que o mundo apresenta.

Um título para uma foto sem titulo Um título para uma foto sem titulo Um título para uma foto sem titulo Um título para uma foto sem titulo

*Frank Siciliano é arquiteto formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Mackenzie. Tem treinamento em Ecovilas, Permacultura, Bio-Construção, Energia Renováveis, Saúde nas Ecovilas e Ecologia Profunda.

Continua após a publicidade

Publicidade