Casa Created with Sketch.

Dicas práticas para organizar uma festa de open house em grande estilo

A decoração ficou pronta? Convide as pessoas mais próximas e apresente seu novo endereço. A ordem é abrir as portas, deixando a formalidade do lado de fora. Petiscos graciosos e fáceis de fazer dispensam pratos e talheres. E a bebida também é self-service. Assim, todo mundo curte muito mais. Inspire-se com outras ideias para receber em casa!

Open house (casa aberta, em inglês) é o nome que se dá à estreia da casa. O evento pede capricho, mas nada de estresse, pois as regras de etiqueta estão mais flexíveis. “Antigamente, chique era ter louças combinando”, diz Oghan Teixeira, da Ghee Banqueteria, em São Paulo. “Hoje, vale misturar materiais e inventar novas funções para objetos que já temos.” A pedido de MINHA CASA, Oghan criou um cardápio de petiscos para pegar com os dedos (a chamada finger food), que reduz a trabalheira de lavar pratos e mais pratos. O centro das atenções é a estação de minicachorros-quentes adaptada a uma panela de fondue. No cantinho transformado em bar, cada um se serve sozinho, enquanto você fica livre para conversar e dançar ao som de uma trilha escolhida para divertir e integrar as pessoas. Tem jeito mais agradável de receber?

Preços Pesquisados entre 21 de fevereiro e 1º de março de 2011, sujeitos a alteração.

 

Festa sem estresse

Faça um teste: tente se lembrar dos coquetéis que marcaram a sua vida. Os eventos nas casas dos parentes, as festas de 15 anos, as formaturas… Agora congele toda aquela formalidade – e esqueça dela! Programar uma festinha hoje em dia, mesmo em casa, ficou muito mais simples, descontraído e gostoso – principalmente para quem recebe. Dê uma olhada no quadro a seguir, elaborado por Oghan Teixeira, sócio da Ghee Banqueteria, em São Paulo. Ele revela, item por item, as regras que caíram em desuso e as práticas alternativas, muito mais descoladas e jovens, que estão na moda. “O anfitrião precisa aproveitar a festa junto com os convidados, não pode ficar preocupado o tempo todo”, ele defende. Até quem nunca teve coragem de abrir as portas da casa vai se animar! Como era antes Como é agora As pessoas só recebiam em datas especiais: Dia das Mães, Natal, aniversários… Com isso, as festas acabavam sendo mais formais, planejadas com muita antecedência. Tudo serve como desculpa para chamar os amigos, não precisa ter motivo especial. Eventos para grupos pequenos, mais descontraídos, não exigem tanto planejamento. Salgadinhos empanados e fritos, além de empadinhas, eram itens obrigatórios no menu – quase sempre adquiridos prontos, acabavam esfriando até a hora da festa.

Os salgadinhos deram lugar a petiscos bem mais leves, sem tanta massa, que não pesam no estômago e mantêm a disposição dos convidados até o fim da festa. Só entram receitas que podem ser preparadas com antecedência, os anfitriãos precisam de tempo para se arrumar!

Nas poucas ocasiões em que se recebia, a ordem era usar as louças mais bacanas do armário, sempre em jogos completos. Era feio usar pratos e copos de uso diário nas ocasiões formais. Vale usar copos e pratos do dia a dia, mesclar jogos descoordenados, inventar novas utilidades para as peças. Uma boa opção para quem não tem itens em número suficiente, ou não dispõe de espaço para guardá-los, é recorrer à locação: custa pouco, e você ainda pode variar cores e estilos a cada festa. Era indispensável a presença de pelo menos uma pessoa encarregada de passar as bandejas pela sala.

O sistema é self service. Todos os petiscos e bebidas são arrumados de forma a permitir que os convidados se sirvam à vontade, sem cerimônia.

Receitas mais substanciosas, como saladas, sopas e pratos quentes, iam à mesa em grandes travessas, ao lado da pilha de pratos, para que os convidados se servissem. As mesmas receitas chegam em pequenos porções individuais, cada qual com sua colher – vale usar copinhos, canequinhas esmaltadas, taças de sobremesa…

 

Convite expresso

Quer convidar os amigos para sua festa de maneira fácil e rápida? Procure ajuda na internet, há sites que certamente podem ajudar. Confira duas dicas antenadas de Mayara Pillegi, designer da revista Minha Casa:

WebVites Você escolhe um tema para personalizar seus convites, adiciona os dados da festa, seleciona os convidados (usando os contatos de sua caixa postal e redes sociais) e ainda verifica quem confirmou presença. O site é prático, grátis e dispõe de passo a passo.

Pingg Oferece modelos muito bacanas de convites e cartões para as mais diversas ocasiões, de casamento a chá de bebê. Só que o conteúdo é todo em inglês. A navegação também é mais complicada e exige mais prática do usuário.

 

Trilha sonora

foto Dani Coen

 (/)

Caprichar na trilha sonora é o primeiro passo para garantir o sucesso da festa. O músico Daniel Daibem, apresentador da rádio Eldorado FM, preparou uma seleção muito especial – e exclusiva – a pedido de Minha Casa. São dez músicas de estilos variados, capazes de levantar o astral da noite sem atrapalhar a conversa. Pode apostar: o CD da festa vai virar um hit!

River, Stay Away From My Door Dave Brubeck Quartet featuring Jimmy Rushing

Big Balls

AC/DC

Soul Dressing Booker-t and the Mg’s

Alligator Boogaloo Lou Donaldson

Chatanooga Choo Choo George Benson

Sookie Sookie

Grant Green

Shine On Harvest Moon Count Basie

Just You, Just Me Nat King Cole

Nem Vem Que Não Tem

Wilson Simonal

Boogaloo In Room 802 Willie Bobo

 

Em busca do brigadeiro perfeito

Um título para uma foto sem titulo

 (/)

Proprietária da Brigaderia, com três unidades em São Paulo, Taciana Kalili é uma autoridade no assunto: sua doceria produz nada menos do que 7 000 brigadeiros por dia. Sorte que ela não tem ciúme de suas receitas! Além de ensinar como preparar os quatro sabores gourmet da reportagem, ela dá dicas preciosas para que seus docinhos fiquem tão irresistíveis quanto os da loja. Já para a cozinha!

 

BRIGADEIRO DE MARACUJÁ

Rendimento: 18 unidades

Tempo de preparo: 20 minutos

Ingredientes

1 lata de leite condensado

1 gema

3 colheres (sopa) de leite

3 colheres (sopa) de suco da polpa do maracujá coado

100 g de chocolate branco ralado (para enrolar)

sementes de maracujá (para decorar)

 

Modo de fazer Leve todos os ingredientes ao fogo brando, sem parar de mexer, até desprender do fundo da panela. Só acrescente o suco de maracujá no final. Depois de pronto, passe a massa do brigadeiro para um recipiente e deixe esfriar. Faça bolinhas com as mãos ligeiramente molhadas em água gelada, passe pelo chocolate ralado e acomode em forminhas. Decore com as sementes do maracujá sobre o docinho.

 

BRIGADEIRO DE PAÇOCA

Rendimento: 18 unidades

Tempo de preparo: 20 minutos

Ingredientes

1 lata de leite condensado

1 gema

3 colheres (sopa) de leite

10 g de chocolate em pó

100 g de chocolate meio amargo ralado

100 g de paçoca triturada (para enrolar)

 

Modo de fazer Leve todos os ingredientes ao fogo brando, sem parar de mexer, até desprender do fundo da panela. Depois de dar o ponto, passe o brigadeiro para um recipiente e deixe esfriar. Faça bolinhas com as mãos ligeiramente molhadas em água gelada, passe pela farofa de paçoca e acomode em forminhas.

 

BRIGADEIRO DE CAPPUCCINO

Rendimento: 18 unidades

Tempo de preparo: 20 minutos

Ingredientes

1 lata de leite condensado

1 gema

½ lata (a mesma medida do leite condensado) de café bem forte

50 g de cacau em pó (misturar ao café)

100 g de chocolate amargo ralado (para enrolar)

Modo de fazer Leve todos os ingredientes ao fogo brando, sem parar de mexer, até desprender do fundo da panela. Depois de pronto, passe a massa do brigadeiro para um recipiente e deixe esfriar. Faça bolinhas com as mãos ligeiramente molhadas em água gelada, em seguida passe pelo chocolate ralado e acomode em forminhas.

 

BRIGADEIRO MEIO AMARGO

Rendimento: 18 unidades

Tempo de preparo: 20 minutos

Ingredientes

1 lata de leite condensado

1 gema

100 g de chocolate amargo ralado

100 g de cacau em pó

100 g de chocolate amargo ralado (para enrolar)

Modo de fazer Leve todos os ingredientes ao fogo brando, sem parar de mexer, até desprender do fundo da panela. Passe a massa pronta do brigadeiro para um recipiente e deixe esfriar. Faça bolinhas com as mãos ligeiramente molhadas em água gelada, passe pelo chocolate amargo ralado e acomode em forminhas.

 

Dicas da doceira

– “Evite usar achocolatados, pois contêm muito açúcar. Prefira chocolate em pó ou, para as versões mais amargas, cacau em pó, à venda em lojas de produtos naturais.”

– “Mexa a mistura sempre em fogo baixo, para que não grude no fundo da panela. Os modelos de ferro com acabamento esmaltado são as minhas preferidas.”

– “Desligue o fogo quando surgirem as primeiras bolhas: ao virar a panela, o brigadeiro desgruda levemente. Não espere que ele solte totalmente do fundo, a ponto de deixar a panela limpa, como as pessoas estão acostumadas a fazer. O brigadeiro acaba ficando mais duro, com textura puxa-puxa.”

– “Para o brigadeiro de colher, o ponto é o mesmo, basta desligar a panela e adicionar creme de leite.”

– “Invente novidades para as coberturas. Além de todas as castanhas, pistache, amêndoas e nozes, gosto de misturar ingredientes típicos da culinária brasileira, como coco, farofa de amendoim (paçoca), cascas de frutas (limão, laranja), sementes de frutas (maracujá)…”

– “Nossos brigadeiros têm aproximadamente 3,5 cm de diâmetro. Para festas infantis, fazemos o tamanho menor, com 2 cm.”

– “Sempre uso várias forminhas, uma dentro da outra, para um único doce. Meus brigadeiros são muito cremosos, e essa tática ajuda a mantê-los no formato.”

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Cristiane Queiroz

    Onde estão as receitas de petiscos??? Só tem de docinhos! Receber os convidados apenas com docinhos. Não entendi!

    Curtir