Casa Created with Sketch.

Como treinar a mente para meditar

Em meio à agitação das grandes cidades, é possível relaxar, se concentrar para elevar o espírito e construir a paz

Como treinar a mente para meditar_01

 (/)

Imagine a sua casa cheia de móveis velhos e um caminhão à porta com móveis novos esperando pela mudança. Para que este possa ser descarregado, você precisa se desfazer dos antigos. Com a mente acontece a mesma coisa: é preciso desobstruir os canais que impedem o que ela silencie para escutarmos nossa voz interior.

Livre-se da ansiedade

 

Para começar, é preciso aprender a se livrar da ansiedade, aquele sentimento de querer fazer tudo certo e de ter controle sobre tudo a sua volta. E isso é uma questão de treino. Para evitar essa angústia, expire e inspire profundamente algumas vezes, afastando o pessimismo e permitindo que o bom da vida volte a tomar conta de você.

Cultive pensamentos positivos

 

Para que a paz tome conta da sua mente, esqueça pensamentos negativos do tipo “não vai dar certo”, “não sou bom o bastante para fazer isso” e “não tenho jeito para esse trabalho”.

 

Mude sua maneira de pensar: “Eu sei fazer isso muito bem”, “ninguém melhor que eu para essa função” e “com certeza vai acontecer o melhor” são idéias não só alentadoras, mas também capazes de gerar boas oportunidades.

 

Estudos científicos demonstram que, ao imaginarmos situações prazerosas e recuperarmos boas lembranças, estimulamos não só nossa capacidade de pensar com clareza, mas inclusive o hormônio do rejuvenescimento.

 

“Tirar um minuto por dia para respirar, ouvir boa música ou fazer uma pausa para o café são saídas rápidas que fazem a diferença”, ensina a psiquiatra mineira Sofia Bauer, autora do livro Síndrome do Pânico (ed. Caminhos Editorial).

 

Outra imagem recomendada por ela, muito usada por quem está se iniciando na meditação, é pensar que você está sob uma cachoeira refrescante e cristalina. “Imagine a água percorrendo todo seu corpo e renovando suas células”, ensina.

Exercite a concentração

 

Na meditação, precisamos nos concentrar. Pode ser em uma imagem mental ou em algo que está a sua volta. Pode ser a sua própria respiração ou na repetição de uma palavra ou um mantra, como o “ma-ra-na-tá” (“Vinde, ó Senhor”, em aramaico, a língua falada por Cristo).

 

Quem não está acostumado estranha: a calma só é atingida quando adquirimos uma consciência maior sobre o funcionamento da mente. É ela que não nos deixa em paz e se envolve com lembranças, sons, perfumes. Com muito treino, conseguimos domá-la para conseguir meditar.

 

De início, deixe que os pensamentos fluam, sem tentar retê-los. Antes de dormir, repasse mentalmente como foi o dia. Lembre-se de cada ato, da reação que teve diante de alguma atitude, rememore o que foi capaz de mudar seu estado de espírito. Esse comportamento desperta nossa atenção e, dessa forma, nos preparando gradativamente para meditar.

 

Sempre que puder, sente-se num local tranqüilo, feche os olhos e concentre-se no inspirar-e-expirar. Faça isso uma ou duas vezes por dia, respirando atentamente três vezes, dando uma pausa, e prestando atenção outra vez. Aos poucos, procure aumentar o número de respirações entre as pausas.

 

A prática regular desse exercício, passados cerca de dois meses, dará não só mais facilidade para se concentrar na respiração como em todas as outras coisas. Você terá adquirido a percepção do momento presente, se livrando da pressão da ansiedade.

Comece o dia meditando

Como treinar a mente para meditar_02

 (/)

Cada um tem seu ritmo, mas o ideal é exercitar a mente logo ao acordar. Nos primeiros instantes do dia, estamos naturalmente em contato com nosso interior, mais sensíveis aos sons, à luz e à energia emitida por objetos e imagens.

 

Comece se espreguiçando e boceje para ativar a circulação do sangue e acordar a alma. Já desperto, mas ainda em seu quarto, sente-se na cama, estique as pernas e a coluna e comece o exercício. Concentrar-se e mentalizar fatos positivos para sua família, sua vida amorosa e profissional é outra boa forma de ativar a mente.

 

Quer ter mais paz em sua vida? Siga os budistas: “Assim como eu quero ser feliz e evitar o sofrimento, outros também querem a felicidade”. Nessa hora, lembre-se dos que vivem a seu redor e, quando sentir a sensação de que todos são iguais, concentre-se nesse sentimento. Quanto mais fixar essa imagem na mente, mais calmo e mais tranqüilo você será.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.