Casa Created with Sketch.

Algodão: orgânico e colorido

Depois de devastado pela praga do bicudo, o algodão do semi-árido da Paraíba ressurge com diferenciais para lá de especiais: sem inseticida e naturalmente colorido, uma mudança que ajuda a resgatar a tradição de centenas de famílias produtoras.

Eles redescobriram um jeito de cultivar o algodão. A fibra versátil, que acompanha a história da humanidade há cerca de cinco mil anos, sempre foi cobaia de processos de tingimento agressivos ao ambiente e aos agricultores. Mas na comunidade Lagoa Dentro, em São José de Piranhas, PB, a história é outra. As imagens selecionadas aqui revelam uma produção que sobreviveu à praga do inseto bicudo e se transformou num cultivo que respeita o planeta e o bem-estar de quem planta.

Quer saber mais sobre a produção do algodão colorido? Não perca a reportagem Algodão, uma nova história, que traz os detalhes sobre como os pequenos agricultores paraibanos estão conseguindo conciliar trabalho, renda e sustentabilidade.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s