Artista brasileiro cria escultura que invade casarão em Porto Alegre

O paulista Henrique Oliveira expôs sua instalação "Tapumes" para a VII Bienal do Mercosul em Porto Alegre

Por Yara Guerra Atualizado em 17 fev 2020, 16h03 - Publicado em 18 jun 2019, 16h40
Divulgação/Casa.com.br

Para a VII Bienal do Mercosul, em Porto Alegre, o artista plástico Henrique Oliveira expôs sua instalação Tapumes na Casa dos Leões. Com sua estética orgânica e violenta, a instalação transformou o antigo casarão em uma escultura gigante, com bolhas que lembram um tumor saindo pelas paredes.

Divulgação/Casa.com.br

A obra usa velhas e recicladas madeiras compensadas como matéria-prima e foi inspirada em livros didáticos da medicina e patologias físicas. O seu estilo artístico, por sua vez, vem das experiências vividas por Oliveira: durante sua vida de estudante em São Paulo, ele percebeu a cerca de madeira fora de sua janela começando a descascar. A partir disso, tons e padrões bonitos começaram a desbotar, inspirando todo o seu trabalho.

Divulgação/Casa.com.br

O uso de materiais locais e reciclados, junto a formas orgânicas e descascadas que parecem crescer de forma violenta, formam a assinatura de Oliveira. Ele usa madeira compensada antiga, cercas recicladas e outras madeiras descartadas perto de sua casa sobre PVC (como suporte).

Reprodução/Casa.com.br

No caso de Tapumes, a Casa dos Leões foi tratada como se ela mesma fosse um corpo humano, com suas patologias expostas ao mundo.

Continua após a publicidade

Publicidade