Casa Created with Sketch.

Edifício minimalista na China ganha 483 peças de vidro policromático

Trata-se de um jardim de infância onde a criatividade das crianças é incentivada pela presença das cores

 (Divulgação/Casa.com.br)

Os profissionais do escritório SAKO usaram 483 peças de vidro policromático para decorar este jardim de infância, em Tianshui, na China. Os elementos coloridos foram aplicados acima das portas e das janelas de vidro, assim como nos corrimãos dos corredores e escadas, criando um efeito caleidoscópico em todo o edifício minimalista.

 (Divulgação/Casa.com.br)

O objetivo dessa intervenção colorida na arquitetura é o de evocar a imaginação e a criatividade das crianças com as cores. Durante o dia, a luz do sol entra nas salas de aula e formam luzes e sombras coloridas. De noite, as luzes do interior emitem cores para fora das janelas, que criam uma cena noturna impressionante e bonita.

 (Divulgação/Casa.com.br)

“Nosso objetivo é inspirar a infinita criatividade das crianças através deste edifício impressionante à medida que elas crescem”, disseram os arquitetos. “Quando as crianças crescerem, elas também se lembrarão de paisagens tão espetaculares e se orgulharão de sua cidade natal. Esperamos que este jardim de infância possa ser adotado por todos e se torne um novo marco na cidade de Tianshui”, explicam.

 (Divulgação/Casa.com.br)

Centralizada em um átrio aberto de três andares, a luz solar natural cria um jogo colorido no interior. Cada abertura no jardim de infância é arqueada enquanto o átrio central é cercado por varandas ovais, levando às respectivas salas de aula.

 (Divulgação/Casa.com.br)

Destinado a ser um espaço multifuncional, o átrio foi projetado para uso durante todo o ano, equipado com sistemas de aquecimento de piso e ar condicionado. Também existem várias janelas que podem ser abertas para ventilação no verão e fechadas para reter o calor no inverno.

Confira mais fotos do projeto na galeria abaixo:

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.