Casa Created with Sketch.

Coworking com clima jovial e descontraído atende fotógrafos sem estúdio

Pautado na necessidade de estúdios compartilhados, o proprietário do Photo 21 contratou o Studio Area para encabeçar o projeto do coworking para fotógrafos

 (Kadu Lopes/Casa.com.br)

Localizado na Barra Funda, o Photo 21 surgiu com o objetivo de atender fotógrafos que não possuem estúdio fixo e dependem de um ambiente equipado. A grande diferença desse Coworking está no seu estilo e história, com projeto encabeçado pelo escritório Studio Area.

 (Kadu Lopes/Casa.com.br)

“Visando atender fotógrafos que não possuem estúdio fixo próprio, o ‘Photo 21’ disponibiliza estúdios e equipamentos de fotografia, podendo o profissional locá-lo com disposição que melhor atende o tipo de ensaio que quer fazer, pelas horas que for necessário”, explica Mariana, à frente do escritório.

 (Kadu Lopes/Casa.com.br)

O Photo 21 dispõe de uma metragem total de 762 m² e possui recepção, sala de espera e de café, área de edição de imagens e reuniões rápidas, 18 estúdios de fotografia – sendo 16 deles para ensaio de pessoas e dois para fotos de produto –, além de espaço para Staff (administrativo, copa, depósito de materiais e equipamentos).

 (Kadu Lopes/Casa.com.br)

O coworking ocupa um andar inteiro na Barra Funda e foi entregue completamente vazio, sem divisórias, piso elevado, ou qualquer elemento de composição do projeto. Foi tudo desenvolvido do zero. “O principal desafio era distribuir no ambiente uma quantidade de estúdios, que viabilizasse o investimento e pudesse atender uma alta demanda e rotatividade de público, assim como a distribuição geral do ambiente, visto que tínhamos um espaço completamente vazio”, relata a profissional.

 (Kadu Lopes/Casa.com.br)

Cinza, preto e amarelo, são as cores da marca e foram impressas em toda a decoração. Como elemento de destaque, temos o tijolinho cerâmico artesanal. Na parte da mobília, alguns objetos são de acervo próprio do proprietário – um jovem visionário e moderno –, como a coleção de releituras de Monalisas, que ocupam os corredores. Outras peças foram garimpadas, de outlets de decoração, visando um ambiente descolado, versátil e descontraído.

 (Kadu Lopes/Casa.com.br)

A marcenaria foi complemente planejada para cada ambiente do projeto. O projeto de iluminação é completamente personalizado. Logo na entrada do empreendimento, foram dispostos perfis de led de forma que parecesse um túnel iluminado.

 (Kadu Lopes/Casa.com.br)

“Na recepção, usamos quatro tipos de iluminação: sancas retangulares dispostas uniformemente, pendentes de destaque na área do balcão da recepção e no balcão do café, canhões de luz presos nas eletrocalhas, que imitam luminárias cênicas e entram no contexto do local, e o principal, o logo feito em neon luminoso. a área de Edição, foram criados pendentes dispostos de forma aleatória, com lâmpadas tubulares em led, deixando o ambiente bem iluminado e fora do
convencional”, explica Mariana.

 (Kadu Lopes/Casa.com.br)

O Coworking também possui pacotes de ensaios como newborn, lookbook, casal e gestante, em que o cliente compra o pacote e o ensaio é realizado pelo time de fotógrafos do local.

Veja mais fotos do projeto na galeria:

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s