Pura inspiração: Este apartamento ganhou ambientes integrados durante a reforma

Totalmente revista, a planta deste apartamento de 240 m2 em São Paulo abriu espaço nobre para aulas e exercícios

Por Texto: Silvia Gomez Atualizado em 9 set 2021, 13h21 - Publicado em 20 fev 2017, 14h00

A ideia era poder fazer ioga e alongamento bem no meio da sala. Mas, antes, a área social precisava ficar maior – e desimpedida. “O apartamento num prédio dos anos 60 tinha três quartos e uma compartimentação tradicional. Derrubamos as paredes e recriamos uma única suíte na frente, liberando todo o restante com um layout sem amarras”, conta o arquiteto Fabio Frutuoso, autor do projeto ao lado de Camila Toledo, ambos do escritório Cat Arq. A obra revelou vigas e pilares largos, aproveitados em sua feição original como suporte para a coleção de arte popular dos proprietários. “As mudanças também inundaram o espaço de luz natural, criando uma atmosfera agradável para a prática do professor de ioga Duda Carvalho.”

DETALHES DA OBRA

Continua após a publicidade

Janelas:  Elas ganharam novos caixilhos de alumínio e vidro acústico contra o barulho da rua.

Continua após a publicidade

Proveito da estrutura: Por que não usá-la para expor telas e quadros? “Esse foi um dos focos do projeto, pois descobrimos na demolição que as vigas eram grandes o suficiente: 90 cm de altura”, diz Fabio.

Continua após a publicidade

Viés bruto: Toda a alvenaria divisória existente veio abaixo e pilares foram assumidos no concreto original, apenas descascado e tratado com verniz fosco próprio para cimento.

Continua após a publicidade

Piso único: Tapetes de palha ajudam a delimitar os usos no espaço sem barreiras. No chão, o assoalho contínuo de madeira de demolição tem toque quente e agradável.

Continua após a publicidade

Publicidade