Esta construção térrea foi pensada para o conforto dos moradores

Projetada pelo arquiteto Sergio Sampaio, a casa se ergue sobre o lote inclinado através de uma estrutura metálica e moldura minimalista

Por Por Silvia Gomez | Projeto: Sergio Sampaio Arquitetura + Planejamento (SSAP) | Fotos: Victor Affaro Atualizado em 9 set 2021, 13h28 - Publicado em 2 fev 2017, 15h18

Não é todo dia que um arquiteto pode materializar a casa onde vão morar os próprios pais. “Eles me surpreenderam quando disseram que queriam se mudar e compraram o terreno num condomínio fechado”, conta o autor e filho, Sergio Sampaio. Se, por um lado, os clientes e seus gostos eram velhos conhecidos, por outro, impunham uma condição básica. “A idade dos dois pedia uma construção térrea e acessível, sem obstáculos ao deslocamento.” O lote de 3 200 m² em Itu, no entanto, não aceitaria tão obviamente essa sugestão: com 60 m de frente, apresentava um desnível de 8 m de uma lateral à outra.

A solução foi concentrar o extenso programa – cinco quartos, salas, cozinha, área de lazer e piscina – num único pavilhão, totalmente integrado e adaptado às normas de acessibilidade. Embaixo desse bloco, ficam a garagem e as áreas de serviço, medida que permitiu acomodar a residência na inclinação do lote sem exigir grande movimentação de terra.

Continua após a publicidade

No restante, apenas portas de vidro separam os espaços sociais, conectados inclusive com o exterior. “O projeto tem o pátio como elemento articulador. Por isso, apesar de exibir uma fachada de certa forma introspectiva, a casa revela-se surpreendentemente aberta e clara em seu interior”, define Sergio.

Confira mais fotos do projeto na galeria abaixo:

Veja também: Veja mais fotos da casa projetada pelo arquiteto Sergio Sampaio

Continua após a publicidade

Publicidade