Copan 50 anos: concreto e preto em destaque

Conheça a história de um casal de moradores que ama viver em uma das unidades do edifício mais conhecido de São Paulo

Por Melissa Depeyre, hostess e moradora do Copan Atualizado em 9 set 2021, 14h00 - Publicado em 29 Maio 2016, 09h00

“Sempre quisemos viver no Copan. Eu e meu marido, Julien, gostamos da região, da arquitetura de Oscar Niemeyer e temos vários amigos que moram aqui. Antes de comprarmos este apartamento, de 141 m², conhecemos o arquiteto Eduardo Chalabi, sócio de Paula Zemel no escritório Zemel+Chalabi Arquitetos. Gostamos do trabalho dele, principalmente de como usa o concreto aparente, por isso deixamos a reforma nas suas mãos. Passei nosso orçamento e pedi apenas que o banheiro da suíte fosse preto, já que trabalho à noite e detesto claridade pela manhã. O arquiteto integrou todos os ambientes e, sabendo que gostamos muito de receber, reservou um quarto para hóspedes. A reforma durou cinco meses: o tempo exato de que precisávamos para entregar nossa antiga casa e nos mudarmos.”

Veja outro apartamento no Copan clicando aqui.

Publicidade