Casa tem pista de skate no quintal

O espaço arborizado nos fundos da residência do skatista do interior de São Paulo ganhou atração feita de forma sustentável

Por Por Elena Caldini (visual) e Silvia Gomez (texto) Atualizado em 9 set 2021, 13h58 - Publicado em 9 ago 2016, 19h00

Profissional desde 1998, Marcos ET treina todos os dias logo depois de acordar. “Meu escritório é de concreto”, diz ele, referindo-se à pista instalada em parte do terreno de 1090 m² onde fica sua residência, em Atibaia, SP. Com cerca de 20 m de extensão, ela pode até parecer uniforme se vista de fora, mas sua superfície de cimento é cheia de saliências e inclinações específicas para o exercício. “Misturei aqui vários obstáculos, mas sem deixar de ter os mais básicos para a prática, da rampa menor ao bowl. São diferentes tipos de curva, cada uma com sua própria transição – ora mais suave, ora mais forte”, conta Marcos, que confiou o projeto ao construtor Daniel Arnoni, especializado no tema. “A premissa foi não derrubar nenhuma árvore e criar um caminho integrado ao jardim. Para isso, exploramos ao máximo o relevo natural, usando a terra do próprio local”, explica Daniel.

A obra teve execução artesanal, ponto a ponto, a fim de evitar a retirada das árvores existentes no lote, como mangueiras e abacateiros. “Direcionamos um caminho para que o ponto mais baixo garantisse a drenagem natural da pista, oferecendo essa água ao jardim”, fala Daniel. Para obter a curvatura ideal, o revestimento precisa ter um traço especial (proporção entre água, pedra, areia e cimento) para pistas de skate. “Na borda, aplicamos o coping block, detalhamento que facilita  as manobras”, complementa Daniel. | Crédito: Foto: Paulo Santos

Leia mais:

Casa pode ser escalada por seus moradores

Continua após a publicidade

Publicidade