Casa costeira se acomoda suavemente no topo de um penhasco

Projetada para não atrapalhar a paisagem, a construção chilena impressiona pelo tamanho e pela arquitetura

Por Gabriela de Sanctis Atualizado em 9 set 2021, 11h54 - Publicado em 31 jan 2018, 11h22

Para não atrapalhar a vista da estrada para a costa marítima da cidade de Zapallar, no Chile, o arquiteto chileno Gonzalo Mardones Viviani projetou a Casa MO de maneira que ela se mesclasse à paisagem.

Divulgação/Divulgação

Para atingir esse objetivo, a basa da construção de três andares fica parcialmente submersa no solo, enquanto o bloco central fica acomodado na superfície rochosa. Dessa forma, o primeiro nível e o teto se tornaram uma espécie de continuação da estrada.

Leia também: Em Campinas, casa se ajusta suavemente ao solo

Divulgação/Divulgação

“A casa foi enterrada com a intenção de não interromper a bela vista do horizonte”, contou Mardones Viviane ao Dezeen. O acesso é feito através de escadas que descem pela montanha. De dentro da morada é possível ter uma visão limpa da costa.

Continua após a publicidade

Divulgação/Divulgação

A estrutura é toda feita de concreto reforçado, tornando a obra robusta o suficiente para resistir a passagem de tornados. Dióxido de titânio foi adicionado para clarear a aparência do material.

Leia também: 10 apartamentos pequenos cheios de soluções com até 66 m²

Divulgação/Divulgação

Parte do telhado é pavimentado com paralelepípedos, criando uma área de estacionamento para até três carros. Confira mais fotos na galeria abaixo:

Continua após a publicidade

Publicidade