Brasileira desenha capela encomendada pelo Vaticano

Apenas dez arquitetos no mundo inteiro receberam a tarefa

Por Silvia Gomez Atualizado em 9 set 2021, 11h08 - Publicado em 18 abr 2018, 17h00

Leia também: Mendes da Rohca, Juaçaba e GrupoSP na Bienal de Veneza

COMUNHÃO A CÉU ABERTO

Capela no vaticano por Carla Juaçaba
Divulgação/Divulgação

O desafio era claro: desenhar uma capela a ser exposta na 16ª edição da Bienal de Arquitetura de Veneza, que abre as portas em 26 de maio, na Itália. A carioca Carla Juaçaba foi uma entre os dez profissionais escolhidos, ao lado de nomes como Eduardo Souto de Moura, de Portugal, e Norman Foster, da Inglaterra. Sua proposta minimalista imaginou um templo quase invisível. “O pouco de material que existe: quatro vigas de aço inox polidas como espelho para refletir o entorno. É um projeto etéreo, que fala metaforicamente da passagem da vida”, define Carla. Esse conjunto será construído sobre dormentes de concreto, elevando a obra do chão. O contexto trata de preencher as lacunas. “O desenho da igreja buscou dois elementos primordiais: a cruz e o banco. A vegetação densa, com a presença de Veneza atrás, forma seu interior.”

Continua após a publicidade

Publicidade