3 novos museus brasileiros que você precisa conhecer

Em dezembro do ano passado, o Brasil ganhou três espaços que valem a visita pelo acervo e pelo projeto, assinado por nomes importantes da arquitetura nacional e internacional

Por Texto Simone Raitzik Atualizado em 9 set 2021, 14h08 - Publicado em 14 jan 2016, 09h00

Já está planejando o roteiro das férias de 2016? Apaixonados por arte e arquitetura têm agora três opções novíssimas, inauguradas no final do ano passado, que atraem não só pelo conteúdo, mas também pela forma. Uma delas é o Museu do Amanhã, projetado pelo polêmico espanhol Santiago Calatrava. Dedicado às ciências, ocupa com seus 15 mil mum ponto privilegiado no Pier Mauá, parte do Projeto Porto Maravilha, no Rio de Janeiro. 

Outra novidade é a Galeria Claudia Andujar, que juntou-se à paisagem mineira do Instituto Inhotim, em Brumadinho, abrigando mais de 500 fotografias da artista. A obra de 1 580 m2 dos Arquitetos Associados estabelece relação delicada com a natureza ao redor. “A implantação parte da fragmentação do volume construído em quatro blocos”, diz um dos autores, Carlos Alberto Maciel. 

Também em Minas Gerais, em diálogo com o conjunto arquitetônico de 1757 tombado em Bom Jesus de Matosinhos, o Museu de Congonhas, com 3,5 mil m2, leva a assinatura de Gustavo Penna. O local será um centro de referência para o barroco brasileiro. “Derramado na encosta, o prédio reforça o contraste entre passado e presente”, define Gustavo.

Continua após a publicidade

Publicidade