Casa Created with Sketch.

Sydney se torna a cidade das luzes com o Vivid Festival

O Sydney Opera House é transformado em uma tela, nesta composição recheada de cores

Sydney Opera House

 (/)

Um show de luzes vem tomando conta de Sydney desde o final do mês de maio. O Vivid Festival, evento que tem a duração de 23 noites, vem espalhando muita luz na principal cidade australiana. No seu oitavo ano, já ganhou enorme destaque no calendário de eventos culturais. A maioria das suas 80 instalações espalhadas por toda a cidade são gratuitas e ajustadas para atrair grandes multidões. Em 2015, o festival teve o recorde de 1,7 milhões de participantes. O grande destaque é a transformação feita no Sydney Opera House. A construção, que é o cartão postal da cidade, ganhou uma superprodução de cores, luzes e sons. A obra de arte de 15 minutos de duração em loop, chamada de Songlines, foi criada pelos artistas indígenas australianos Karla Dickens, Djon Mundine, Gabriella Possum Nungurrayi, Reko Rennie, Donny Woolagoodja, e late Gulumbu Yunupingu. São histórias de criação e arquivos históricos de grande peso espiritual. Também chegam a ser uma espécie de mapa, traçando os rios, mares, montanhas, estações, plantas, animais e toda a natureza australiana. O festival vai até o dia 18 deste mês.

Sydney Opera House

 (/)

2333

 (/)

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=wRzI7hEC2Vo%5D

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.