Reforma deixa casa noturna com cenografia high-tech

Projeto de Muti Randolph, Marcelo Pontes e Zemel+Chalabi Arquitetos foi o vencedor da categoria "Casas noturnas" no Prêmio O Melhor da Arquitetura 2013

Por Da redação Atualizado em 14 dez 2016, 12h49 - Publicado em 4 dez 2013, 16h13
premio-arquitetura

A fim de fazer crescer a capacidade do clube paulistano, os arquitetos alteraram a planta de um piso para uma de quatro pavimentos com pé-direito baixo e incorporaram o terreno vizinho. O térreo dedica-se à entrada. Pista e lounge ocupam os dois primeiros andares, enquanto um terraço surgiu na cobertura. A estrutura de concreto armado permitiu grandes vãos, ideais para espaços cenográficos. Assim, o conceito de caixa preta com jogos de luzes foi mantido, e novas tecnologias foram convocadas para potencializar os efeitos de um irreverente projeto luminotécnico associado à música.

01-reforma-deixa-casa-noturna-com-cenografia-high-tech

D-Edge, projeto de Muti Randolph, Marcelo Pontes e Zemel+Chalabi Arquitetos foi o vencedor da categoria “Casas noturnas” no Prêmio O Melhor da Arquitetura 2013.

Área: 648 m²; Construção: Dago/Luiz Augusto Roselli; Fundação e estrutura: Inner Engenharia; Luminotécnica: Muti Randolph.

Continua após a publicidade

Publicidade