Jardim gramado convida a um passeio descalço

Grama-esmeralda e piso cimentício são os anfitriões do jardim dessa casa carioca de três andares.

Por Reportagem: Simone Raitzik (visual e texto) Atualizado em 20 dez 2016, 21h16 - Publicado em 7 mar 2012, 01h28

No último piso desta casa de três andares no rio de Janeiro fica a área de lazer da família. Ligada à varanda da sala de estar e ao home theater, ela pedia um jardim convidativo, complementar aos ambientes internos. “Privilegiamos uma forração contínua”, explica a paisagista Patrícia Gurken. A grama-esmeralda se intercala entre placas cimentícias de diversos formatos, que criam um belo grafismo. “Tanto o piso atérmico quanto o gramado são gostosos para andar descalço”, revela a profissional. ela também se apropriou da pedra existente no terreno, à esquerda da piscina, para cultivar espécies que parecessem nativas, caso das bromélias. Projeto do escritório Bernardes + Jacobsen Arquitetura.

 A área entre o home theater e o hall de circulação da escada, um prisma de 5 m² coberto parcialmente pelo beiral do telhado, também virou jardim – desta vez, sem grama. “As plantas alcançam diferentes níveis e funcionam como um quadro natural, tornando os ambientes mais agradáveis”, diz a paisagista. Como entra pouco sol ali, a maioria das espécies eleitas gosta de meia-sombra. “Pensei em desenhar volumes”, comenta. enquanto as palmeiras exibem uma textura verde mais volumosa, como uma cortina de fundo, as alpínias, com suas hastes compridas e seus cachos coloridos, se destacam de uma forma mais definida. Patrícia forrou todo o piso de terra com seixos de coloração marrom e pontuou com bromélias. “É uma composição escultural”, arremata.

Publicidade