Casa Created with Sketch.

Feng Shui: dicas para atrair boas energias ao home office

O home office chegou para ficar. Aprenda a equilibrar as vibrações que circulam pelo ambiente relacionado à atividade mental, ao foco e à criatividade.

*Matéria publicada em Bons Fluidos #166 – Janeiro de 2013

feng-shui-dicas-energias-home-office

 (/)

Nos últimos anos, um batalhão de profissionais trocou as baias das empresas pelo escritório doméstico. Trabalhar a distância, no conforto do lar, é, para muitos, um privilégio. Entretanto, a mudança de cenário requer certas precauções para que a lida seja produtiva, sem invadir a seara do descanso. Segundo Silvana Occhialini, presidente do Instituto Brasileiro de Feng Shui, em São Paulo, e autora de Feng Shui – O Poder de Atrair a Prosperidade (Roca), a técnica chinesa de harmonização de ambientes pode ser empregada no home office a fim de estimular a concentração, a criatividade, a disposição, a clareza mental e o sucesso. A primeira providência, ela enfatiza, é corrigir – ou minimizar – o grande equívoco que é sentar-se de costas para a porta. “Isso faz com que a pessoa fique numa posição de vulnerabilidade, com as coisas acontecendo sem que ela tome conhecimento. Além disso, a visão limitada contribui para que a mente se feche”, afirma Silvana. Alterar a posição da mesa é uma medida simples, mas de alto impacto.

 

“A pessoa passa a encarar a vida de frente e enxerga todas as possibilidade de futuro”, garante ela. Uma alternativa é colocar um espelhinho para visualizar quem se aproxima. Como num carro, em que o retrovisor confere segurança ao motorista. Sob o computador, vale acomodar um gráfico André Felipe, vendido em lojas de artigos para radiestesia. O artefato se encarrega de neutralizar as ondas emitidas por aparelhos eletroeletrônicos, cujo excesso acarreta desequilíbrios.

Fonte de vitalidade e frescor, a natureza deve ser convidada a entrar. Se o imóvel não faz divisa com alguma área verde que possa ser apreciada da janela, o jeito é introduzir plantas ou, então, quadros e fotografias de paisagens. “Na ausência de janelas, sugiro telas com horizonte. Isso amplia as perspectivas”, diz Silvana. Tons que estimulem a atividade mental são igualmente bem-vindos. “Recomendo o amarelo, cor da atenção e da sabedoria.” O matiz pode recobrir uma parede ou despontar em objetos ao alcance dos olhos. Mas, se houver bagunça no local, a mente ficará dispersa. “A falta de organização traz instabilidade. A pessoa sente dificuldade de se ajustar às tarefas e até de permanecer no local.

Também pode sentir sonolência e desesperança”, constata a especialista. Efeito similar advém do emaranhado de fios. “Em geral, pessoas que convivem com essa situação são muito nervosas no dia a dia”, observa a estudiosa. A saída é providenciar canaletas que camuflem a fiação por meio de um bom projeto de marcenaria. “A reorganização do espaço desencadeia a reprogramação da mente e, consequentemente, a adoção de novas posturas perante a vida”, diz Silvana

*Matéria publicada em Bons Fluidos #166 – Janeiro de 2013

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s