Família ganha recanto de lazer no quintal

O jardim carioca de 250 m² foi planejado pela paisagista Suzi Barreto para destacar a casa reformada pelo arquiteto Miguel Pinto Guimarães.

Por Reportagem Simone Raitzik (visual e texto) Fotos André Nazareth Atualizado em 20 dez 2016, 20h10 - Publicado em 23 out 2011, 16h22

Este espaço de 250 m² nos fundos da moradia reformada pelo arquiteto carioca Miguel Pinto Guimarães tinha a dimensão ideal para abrigar o recanto de lazer da família. Mas era muito devassado para as casas vizinhas. Com um painel de madeira, várias árvores e muros cobertos de verde, a paisagista Suzi Barreto, do escritório Landscape Jardins, conquistou privacidade e aconchego. Os pés de cajá e de jabuticaba sombreiam a área de estar e convidam a relaxar. Já as demais plantas foram eleitas principalmente pelo formato. “Privilegiamos opções de pouca floração, com texturas e tons de verde diversos”, explica Suzi. Enquanto as árvores frutíferas ocupam um dos lados da piscina, conferindo àquela área um jeito de quintal, a outra ponta é recheada por vegetação mais homogênea. as palmeiras-de-macartur suavizam o impacto do muro de 6 m de altura. “Essa espécie apresenta uma folhagem densa, que desenha a parede. E seus caules servem de sustentação para orquídeas”, justifica a paisagista. Todo o espaço é predominantemente de sombra, por isso não houve a preocupação em adotar arbustos com copa farta para proteger a família do sol. “Buscamos montar um jardim resistente e de fácil manutenção. acima de tudo, pensamos em algo de estética moderna, sem excesso de cores e espécies”, acrescenta Suzi.

Publicidade