E ficou tudo mais suave

A ducha higiênica tomou o lugar do bidê, o tampo estreitou-se e o piso foi revestido com mármore botticino nessa reforma

Por Da redação Atualizado em 19 jan 2017, 13h14 - Publicado em 4 dez 2006, 13h09
O banheiro mudou rapidamente e ficou mais suave.

O apartamento tinha acabado de ser entregue pela construtora, mas os revestimentos não agradavam aos proprietários. A arquiteta paulista Rita Müller foi, então, chamada para uma mudança rápida. A ducha higiênica tomou o lugar do bidê, liberando espaço para uma bancada maior de pia, feita de mármore botticino especial. Junto da parede, o tampo estreitou-se, favorecendo a circulação. Sob essa bancada, prateleiras, gaveteiro e gabinetes de laminado texturizado creme. O piso foi revestido com mármore botticino comum, um pouco mais escuro que o do tipo especial. Em vez de retirar os azulejos e o border, Rita propôs uma solução prática: pintá-los com tinta epóxi, resistente à umidade.

O segredo da pintura

Para conseguir uma pintura perfeita, cubra os azulejos com três demãos de massa acrílica, aplicada com espátula e desempenadeira. Entre uma e outra, lixe a superfície, deixando-a homogênea e sem marcas de rejunte. Depois, aplique a tinta epóxi.

Que tinta usar

Uma opção é a Sayerlack, empregada neste ambiente. Outras alternativas: Polipar (Tintas Renner), Tinta para Azulejo (Tintas Coral) e Wandepóxi (Akzo Nobel). Todas são aplicadas com rolo ou revólver.

Materiais usados

Continua após a publicidade

Espelho

Gabinete (Florense)

Tampo (Marmoraria Túlio)

Moldura do espelho e aparador de mármore

Piso de mármore

Itens de iluminação (Dominici)

Louças, metais e duchinha (Deca)

Um título para uma foto sem titulo
Continua após a publicidade

Publicidade