Dois jardins iluminados

Quando bem planejada, a iluminação de um jardim tem o poder de realçar formas, cores e texturas e criar uma atmosfera diferente.

Por Reportagem visual: Zizi Carderari Texto: Mariana Amaro Fotos: Evelyn Müller Atualizado em 19 jan 2017, 13h17 - Publicado em 14 abr 2009, 22h52

Ao cair da noite, a luz faz um convite irresistível à visita. E não importa se a área do jardim tem 27 m², como no espaço criado pelo paisagista Marco Kiefer ou se é a varanda de um apartamento – ainda que de bom tamanho: 17,5 m² – com assinatura da paisagista Paula Galbi. Das duas histórias abaixo, fique com as dicas das escolhas de espécies e dos acessórios que deixam um jardim mais agradável.

Aconchego no jardim de Marco Kiefer

A vegetação não foi selecionada aleatoriamente. Elegantes, a íris e a orq... Fixadas por um espeto, as luminárias de foco dirigido (Vitali Iluminação) ... Um detalhe da Íris que, ao florir, deixa o jardim ainda mais gostoso. Graça...

Luminárias e lanternas na varanda

O paisagista deu prioridade para plantas que pedem poucos cuidados. A trepade... A jabuticabeira (1), escolhida a pedido do morador, é a planta que exige mai... Espalhadas pelo jardim, as charmosas lanternas marroquinas (L’Oeil) criam um...

Continua após a publicidade

Publicidade