Das ruas paulistanas para Paris

Projetos de escritório paulistano entram para acervo permanente de museu francês.

Por Reportagem: Denise Gustavsen e Liège Copstein Atualizado em 20 dez 2016, 19h09 - Publicado em 31 out 2011, 09h20
Um título para uma foto sem titulo

Há cerca de um ano, uma equipe do Centro Georges Pompidou visitou a América Latina em busca de projetos de arquitetos premiados para incluir no acervo permanente do museu francês. Por aqui, numa das avenidas da cidade, avistaram os pontos de ônibus de estrutura metálica e linhas aerodinâmicas criados pelo escritório Bacco Arquitetos Associados e foram atrás dos autores. No encontro, o time de representantes da instituição gostou também do desenho da Cohab Pedro Facchini, no Ipiranga, e decidiu submeter os trabalhos ao conselho de curadores, na França. A indicação foi endossada, e os originais dos croquis e as maquetes já viajaram para a Cidade Luz. “Imagino que tenham sido escolhidos por aliar a função social à pública”, diz o arquiteto Marcelo Consiglio barbosa, um dos sócios do Bacco.

Publicidade