Cobertura de concreto ganha árvores frutíferas em floreiras

Com um cuidadoso planejamento, parte da cobertura de concreto desta casa se transformou em um espaço verde pontuado por árvores frutíferas.

Por Reportagem Visual Edson G. Medeiros Texto Letícia De Almeida Alves Fotos Luis Gomes Ilustrações Carlos Campoy Atualizado em 14 set 2018, 13h53 - Publicado em 9 jan 2011, 02h31

Para a implantação desse pomar, muitas foram as etapas e os profissionais envolvidos. Antes de qualquer mudança, um cálculo estrutural da área foi feito pelo engenheiro Rafael Talaia: “O centro suportaria uma carga maior e as laterais uma carga média”, explica. Por isso as três floreiras grandes estão no meio e a que contorna a laje (com viburnos plantados) fica sobre a alvenaria de perímetro da casa. Com todos os dados em mãos, o paisagista Marcelo Bellotto e os arquitetos Flávio Bucci e Alice Martins detalharam o projeto. “Impermeabilizamos a laje com manta asfáltica para evitar infiltrações”, conta o arquiteto. Já Marcelo plantou jabuticabeiras nas floreiras e distribuiu outras seis frutíferas em vasos de cerâmica. “Assim os moradores apreciam estágios de floração e frutificação nas quatro estações”, diz

Publicidade