Casa Created with Sketch.

5 soluções espertas e rápidas para o quarto do bebê

Nem todo casal está preparado para a notícia: “vocês estão grávidos”. Por isso, se atente a essas dicas de pais que se viraram nos 30 para dar as boas-vindas ao herdeiro

As crianças fofas abaixo chegaram ao mundo com uma coisa em comum: seus pais se esmeraram para transformar espaços, como o antigo quarto da bagunça ou o canto não utilizado em seus próprios dormitórios, para recebê-las com muito amor e charme. E eles não fizeram nada feio, ao contrário, criaram verdadeiros castelos, cada um a seu modo, para os pequenos recém-chegados. Conheça esses bebês sortudos e seus palácios a seguir.

 

Armário renovado com preço justo

01-solucoes-espertas-e-rapidas-para-o-quarto-do-bebe

 (/)

O armário embutido era pequeno e deixava um vão até o teto. Em vez de contratar um marceneiro para reformá-lo, a moradora e o irmão compraram MDF e fizeram o maleiro, o gavetão e as novas portas, além de colocarem o cabideiro. “Os profissionais pediam R$ 3500 pelo serviço”, queixa-se a moça. “Gastamos apenas R$ 622 e a sobra da chapa ainda rendeu uma prateleira, que colocamos acima da cama”, diz.

 

Berço bem resolvido no quarto de casal 

02-solucoes-espertas-e-rapidas-para-o-quarto-do-bebe

 (/)

Mãe de três filhos crescidos e moradora de um pequeno apartamento de dois dormitórios, Milena Orlando tinha certeza de que já navegava em águas calmas quando, surpreendida, descobriu-se grávida. “Não havia a menor condição de acomodar um recém-nascido com os meninos. O quarto deles estava hiperlotado”, afirma. “Mas uma mudança de endereço em poucos meses também estava fora de questão. Tive de criar um espaço para o bebê em meu quarto e, já que o Felipe não poderia ter um canto só para ele, aquele pedacinho precisava ser especial”, conta a mãe.

 

Decoração livre com peças de garimpo e presentes de família

03-solucoes-espertas-e-rapidas-para-o-quarto-do-bebe

 (/)

Mesmo antes de confirmar a gravidez, Luciana já fazia planos para o quartinho de bebê que ela mesma desenharia. “Em nosso apartamento, o único cômodo sem uso definido era o espaço da bagunça, de 16 m². Nunca quis arrumá-lo porque sabia que logo seria ocupado”, lembra. Ao descobrir que Felipe estava a caminho, optou por não estabelecer um tema para a ambientação. “O bom disso é que você não se prende a uma ideia e pode comprar aquilo que lhe encanta em diferentes momentos. “Além das delicadezas que foi adquirindo, a blogueira ganhou muitos presentes de amigos e parentes. Tudo encontrou lugar no quarto: objetos e brinquedos foram inseridos até o dia do nascimento, quando o espaço ficou pronto.  

 

Quarto descolado e colorido

04-solucoes-espertas-e-rapidas-para-o-quarto-do-bebe

 (/)

Filho da designer de interiores Ana Maria Mouawad Queiroga e do piloto de avião Rodrigo Queiroga, Ravi, de 4 meses, é provavelmente o bebê com o quarto mais descolado que você já viu. “Essa mistura alegre de tons tem tudo a ver conosco, e acredito que também ajude a estimular o bebê“, diz a paulistana. As paredes contam um pouco da história do casal, que se conheceu tocando em uma banda. As paixões de Rodrigo – aviões e música – motivaram o adesivo na superfície atrás do sofá, trazendo a partitura da canção tema do filme Top Gun. Na parede oposta, outro adesivo lembra um cartaz do festival de rock de Woodstock, de 1969.

 

Visual lúdico e atemporal

05-solucoes-espertas-e-rapidas-para-o-quarto-do-bebe

 (/)

Uma atmosfera neutra e comportada demais era tudo o que a designer de interiores argentina Felicitas Piñeiro e seu marido, o administrador paulista Giuliano Duccini, não queriam para o quarto do primeiro filho, o pequeno Santigo, de 1 ano e 8 meses. Quando a moça encontrou, no site Etsy.com, uma série de ilustrações do artista britânico Oliver Lake, o estilo da ambientação começou a tomar forma. Foi assim que animais selvagens, porém fofos e nada assustadores, passaram a ditar o tom no refúgio de Santiago. A paleta de cores dos pôsteres foi reproduzida em diversos detalhes, como no enxoval do berço, nas almofadas de patchwork e nos bichinhos de pano que enfeitam as estantes. Com o astral lá em cima, o espaço poderá ser aproveitado pelo bebê e também pelos pais por uns bons anos. “Acredito que o visual não ficará datado. Mas, se acontecer de enjoarmos, tudo bem. A base clara oferece inúmeras possibilidades de mudança”, aposta Felicitas.

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.