Casa Created with Sketch.

10 truques que você nunca deve tentar em casa, segundo o site Domain

Na hora da limpeza, alguns truques podem ajudar bastante, como limpar o rejunte com escova e dentes. Mas outros, e você vai ver 10 deles aqui, nem tanto.

01

 (/)

Limpar rejunte com escova de dentes, passar esmalte de unha nas bijuterias, e por aí vai. Assim como o remédio caseiro, não faltam ideias para reutilizar produtos em casa na hora da limpeza – qualquer atalho já ajuda, né? Mas, de acordo com o site Domain, nem todos cumprem a função. Segundo eles, NUNCA tente estes truques em casa:

 

1. Usar pasta de dentes para limpar prata

Para quem não sabia, a pasta de dentes ajuda a tirar manchas, mas não é para usar sempre, não. Aliás, o indicado é bem de vez em quando, para dar aquela arrumada rápida, e não pode ser feito com pastas específicas para tártaro ou para branqueamento dos dentes. Para aprendar a limpar prata do jeito certo, é só conferir o vídeo com o passo a passo aqui.

 

2. Usar uma batata crua para remover uma lâmpada

Parece um pouco absurdo – e é. Então, por favor, nunca use uma batata crua (?) para remover uma lâmpada emperrada. Nessas horas, lembre que eletricidade e umidade não combinam. O ideal é, caso a lâmpada esteja quebrada, usar uma luva ou qualquer material para evitar cortes – e desligar a chave de energia para evitar choques.

 

3. Usar o vinagre para limpar mármore

O vinagre é uma alternativa natural quando queremos substituir os produtos químicos na hora da faxina, mas não pode ser usado em tudo. Ele é ácido e pode acabar com superfícies como o mármore e outras pedras naturais. 

Para limpar mármore, siga os seguintes passos: no dia a dia, limpe com um pano (ou esponja macia) com água e detergente neutro. Não importa a cor da pedra, passe cera em pasta branca (à venda em supermercados): se for uma superfície de muito uso, aplique-a uma vez por mês; do contrário, a cada três meses. Para tirar manchas: oxileno (contra ferrugem); acetona ou álcool (contra esmalte) e antigordurantes (contra gordura), encontrados em marmorarias. Elimine imediatamente manchas de limão e laranja, cujas substâncias ácidas podem penetrar a superfície. Se isso acontecer, mande polir a peça.

 

4. Usar sal e água para não manchar outras roupas

Algumas roupas, não tem como escapar, acabam soltando cor. Então, na hora de lavar, todo cuidado é pouco quando o objetivo é deixar cada peça com sua cor característica. E molho de água com sal, neste caso, não funciona. O indicado, mesmo é lavar a roupa sozinha, primeiramente, e com água fria. Alvejantes para roupas coloridas também ajudam na hora de tirar manchas.

 

5. Usar acetona para remover etiquetas e adesivos

Sabe quando você compra um produto novo e ele vem com etiqueta de preço, etiqueta da marca e etiqueta do produto, e nenhuma das duas sai por inteiro? Então, acetona não é para isso. Você até consiga, talvez, mas o estrago da química é maior. O Tira Grude, da Quimatic, é vendido em papelarias e pode te ajudar nessa tarefa.

 

6. Guardar produtos líquidos de limpeza em vidro

As embalagens são feitas para não serem confundidas em casa por nenhum morador e também para conservar o produto da melhor forma possível. Ou seja: deixe tudo na embalagem original. Afinal, o alvejante, por exemplo, quebra o vidro depois de algum tempo e estraga mais rápido quando fica exposto à luz.

 

7. Usar vinagre no piso de madeira

A acidez do vinagre vai remover, além da mancha, o verniz da madeira, então, não é recomendado seu uso para superfícies que têm o material. Amônia e alvejante também estão fora da lista.

Para limpar do jeito certo: no dia a dia, faxine os pisos com vassoura (ou aspirador de pó), um pano úmido e outro seco. Fórmulas de limpeza específicas para madeira, diluídas em água, também são indicadas e hidratam e protegem a superfície. Para tirar manchas, use removedor à base de água para eliminar cera, tinta e gordura sem estragar o acabamento. 

 

8. Limpar madeira com sachê de chá

A lenda urbana diz: sachê de chá bem quente limpa madeira. A realidade diz: não. Água e madeira não combinam muito bem, além do que o chá pode manchar outros móveis. Azeite de oliva e suco de limão tampouco são indicados. 

Para limpar do jeito certo: no mobiliário e em janelas e portas, passe apenas uma flanela seca ou um pano úmido, seguido de outro seco. Móveis de áreas externas demandam reaplicação semestral de seladora ou verniz. Se houver marcas profundas (como a de uma panela quente), avalie se é o caso de retirar o verniz e reaplicá-lo. No caso de óleo, que tem maior penetração, dependendo da porosidade da matériaprima, é praticamente impossível a remoção, ainda que se renove a película do acabamento. Para janelas desbotadas, só mesmo lixação e novo verniz.  

9.      Limpar a máquina de lavar com desinfetante bucal

Outra combinação bem improvável, os ingredientes que matam germes bucais não têm a mesma eficiência em uma máquina de lavar, infelizmente.

Para fazer corretamente, a limpeza externa – recomendada a cada dois meses – deve ser feita apenas com água e sabão neutro. “Quando terminar, certifique-se de retirar bem os resíduos e seque com um pano macio. Do contrário, o aparelho pode sofrer corrosão”, alerta Fábio Marques, da Whirlpool Latin America, detentora das marcas Brastemp e Consul. Já a limpeza interna precisa ser realizada ao menos uma vez por mês. “Despeje um litro de alvejante no compartimento do sabão, selecione o programa de lavagem pesada e deixe completar um ciclo”, ensina Joana Dias, Gerente de Marketing e Produto da Electrolux Brasil. Mas atenção: esse procedimento não é recomendado para modelos com abertura frontal (front load), pois o produto pode degradar a borracha da porta. No caso das lavadoras com função autolimpante, siga as instruções do manual. O vidro da tampa e os dispensers também pedem higienização com água e sabão neutro a cada 15 dias.

 

10.  Usar a cera do carro no fogão

Segundo a dica, a cera deixaria o fogão mais fácil de limpar, mas acontece que a cera tem uma parte combustível e não é muito segura para contato com a comida. Diga não!

Para limpar corretamente: desconecte seu fogão da tomada e feche o registro de gás. Se você acabou de utilizar o fogão, espere que esfrie para evitar queimaduras. Nunca use objetos pontiagudos ou cortantes. No fogão branco você pode utilizar desengordurantes na limpeza, mas se o seu eletrodoméstico for de inox, detergente neutro, água e pano macio, secando após a limpeza é mais recomendado. Não use palha de aço, cloro ou similares para limpar a mesa e as áreas em inox do seu fogão. A palha de aço deve ser utilizada somente nas grades da mesa, queimadores (bocas), capas (tampinhas pretas) e o chão móvel do forno. Não mergulhe os queimadores e capas em água fria quando estiverem quentes. O choque térmico pode danificá-los.

 

02

 (/)

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.