CCBB RJ recebe a exposição ‘VAIVÉM’, sobre redes de dormir

Olha que irado: a mostra leva ao CCBB Rio de Janeiro 350 obras de 141 artistas - sendo 32 deles indígenas!

Por Catraca Livre Atualizado em 17 fev 2020, 15h39 - Publicado em 10 jan 2020, 14h00
“Nepũ Arquepũ (“Rede Macaco”) de Duhigó (2019), é exibida na VAIVÉM. Reprodução/Catraca Livre

Já parou para pensar que aquela rede de descanso em que você adora deitar tem muito mais a dizer do que realmente parece? Não? Pois o CCBB Rio de Janeiro apresenta a mostra “VAIVÉM”, que investiga as relações entre as redes de dormir e a construção da identidade nacional.

Criadas por diferentes povos originários ameríndios, a rede passou a ser associada de maneira direta com o território brasileiro e a noção de brasilidade, e a exposição conta com obras de coleções públicas e privadas, algumas especialmente criadas para o projeto, que refletem sobre as permanências, rupturas e resistências na representação e nos usos das redes de dormir na arte e na cultura visual brasileiras.

“Série As Transformações do Criador Temerõ e Seu Irmão Gêmeo Laposié que Falam do Algodão na Nossa Cosmologia” (2019), de Yermollay Caripoune. Reprodução/Catraca Livre

Com curadoria do historiador da arte Raphael Fonseca, a exposição reúne 350 obras em diferentes suportes feitas por 141 artistas – sendo 32 indígenas – desde o século 16 até os nossos dias. Tem pintura, fotografia, vídeos, escultura, instalação, cerâmica e muito mais.

Quer saber mais? Clique aqui e acesse o conteúdo completo da Catraca Livre!

Continua após a publicidade

Publicidade