Reforma prioriza o conforto do morador nesta casa de 120 m²

Pequena joia restaurada: a pintura preta da fachada e a reforma ousada reinventaram o sobrado de 1928, raridade encontrada por um empresário solteiro em uma vila num agitado bairro de São Paulo. 

É como se a vila permitisse uma pausa no tempo – situadas entre duas entradas com portais ainda por restaurar, estão as casinhas geminadas azuis, amarelas e brancas. Entre iguais, uma se insurge com a fachada preta, opção de personalidade marcante, como a do dono, Carlos Ferreirinha, consultor do mercado de luxo. “Preferi tons sóbrios, como o cinza e o preto, pautando essa atmosfera masculina e sofisticada para ele, que adora receber”, diz a arquiteta Leticia Nobell, autora do projeto.

Divulgação
1. A escolha do tom da fachada surpreendeu os vizinhos. “Queria imprimir uma...
1. A escolha do tom da fachada surpreendeu os vizinhos. “Queria imprimir uma personalidade masculina e o preto traz essa referência, além de remeter ao luxo, mercado com o qual o morador trabalha”, explica Leticia. Uma palmeira e um canteiro de moreia alegram a fachada.
.
Fechar

Curta o CASA.COM.BR no Facebook