Marcenaria e ladrilhos hidráulicos remoçam tríplex de 94 m²

Num prédio dos anos 70, este apartamento de 94 m2 foi todo modernizado para acolher a jovem flha dos proprietários. A mudança veio com toques de cor e revestimentos novos

Por Simone Raitzik (visual e texto) | Projeto Renata Bartolomeu | Fotos André Nazareth

André Nazareth
01-marcenaria-e-ladrilhos-hidraulicos-remocam-triplex
<p> O desnível de 83 cm entre os dois ambientes sociais serviu para acomodar um banco ripado de peroba-mica.</p>
.
Fechar

 

Emoldurados pelos esculturais galhos do pau-ferro lá fora, os janelões da sala já seriam quase suficientes para conferir a este apartamento o status de oásis em plena zona sul carioca. Mas a planta nada convencional, que divide o imóvel em três níveis – todos imersos em farta luz natural –, também contribuiu para tornar o endereço uma verdadeira joia rara. Essa aura de exclusividade, aliada à assinatura do arquiteto e urbanista Paulo Casé, um modernista de carteirinha, fez com que os proprietários nunca pensassem em vendê-lo. Nem quando o trocaram por uma casa maior. “Eles tinham xodó pelo lugar e quiseram guardá-lo para transformá-lo na morada de uma das filhas”, conta Renata Bartolomeu, da In/Ex Arquitetura. Recentemente, quando a jovem herdeira resolveu se mudar para lá, Renata foi convidada a planejar a reforma. “Como a configuração já era bacana, respeitei a planta original”, explica a arquiteta. “Quis apenas deixar os ambientes mais jovens, claros e atraentes.” Posicionada no segundo e no terceiro pisos, a área íntima fica bem preservada. A maior mudança se deu mesmo na cozinha, que, sem uma das paredes, pôde se integrar ao estar – só a ampla e colorida porta de correr e o desnível de 83 cm limitam os espaços. “Mais arejada e confortável, a sala de jantar virou o coração da casa”, diz Renata. A profissional também apostou na marcenaria exclusiva para cada área e caprichou na escolha dos materiais. Em contraste com as texturas simples e neutras, como a peroba dos armários e a pintura branca das paredes, o ladrilho hidráulico, por exemplo, trouxe personalidade ao primeiro pavimento. Resultado: sem perder o sotaque modernista, tudo ficou mais harmônico e acolhedor.

Configuração em três níveis

Pequenos lances de escada delimitam os espaços: sala de estar e cozinha ocupam o pavimento mais baixo. Dois cômodos e o banheiro social estão 3,10 m acima. O terceiro piso se restringe à suíte.

 

André Nazareth

planta-marcenaria-e-ladrilhos-hidraulicos-remocam-triplex

Área: 94,50 m²; Execução: João Jorge da Silva

Curta o CASA.COM.BR no Facebook

-->