Casa Created with Sketch.

Elizabeth Diller fala sobre o prédio do MIS carioca

Dos mesmos criadores do High Line Park, em Nova York, o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro foi imaginado para ser um centro cultural aberto a todos

01-elizabeth-diller-fala-sobre-o-predio-do-mis-carioca

 (/)

Assinado pelo escritório americano Diller Scofidio + Renfro, o projeto do Museu da Imagem e do Som, na praia de Copacabana, carrega ousadia estética e uma bela missão: a inclusão social. “O MIS quis herdar o DNA de Burle Marx numa escala vertical, replicando em seu espaço o convívio plural da rua”, diz Elizabeth Diller, em referência ao famoso calçadão com ondas estilizadas em mosaico português criado pelo paisagista brasileiro. “Nossa meta é usar a arquitetura como uma potente ferramenta para configurar espaços democráticos.” O museu deve abrir as portas em 2014. Durante o fórum Arq.Futuro, em setembro, no Rio de Janeiro, a arquiteta falou com exclusividade à A&C.

02-elizabeth-diller-fala-sobre-o-predio-do-mis-carioca

 (/)

Como chegaram à ideia tão inserida no contexto carioca?

Por sermos estrangeiros, temos a vantagem do olhar crítico e pouco viciado. A arquitetura do MIS usa o cenário como inspiração: a orla, as montanhas e o calçadão. O prédio funciona como uma extensão da rua, que parece ter sido “esticada” para virar um museu. Esse bulevar vertical, como chamamos a passarela na fachada, convida a todos para as galerias e os espaços de lazer e de entretenimento.

Há influência da arquitetura modernista?

Mais da paisagem modernista. Pesquisamos muito a obra de Burle Marx, de espírito genuinamente brasileiro. Nosso projeto amplia a sua linguagem e a interpreta num novo contexto. O modernismo, particularmente no Brasil, foi considerado um estilo democrático, mas sua linguagem acabou sendo associada à elite. Nós buscamos aqui retomar esse espírito original, que nos interessa mais do que a sua forma estética.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s