Conjunto da Pampulha recebe título de Patrimônio Mundial da Humanidade

A decisão foi tomada ontem, por unanimidade, durante sessão do Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco

Por Texto: Gabriela Domingues Fachin Atualizado em 20 dez 2016, 18h51 - Publicado em 18 jul 2016, 13h37
Pampulha-Alberto-Andrich

O Conjunto Moderno da Pampulha, em Belo Horizonte, recebeu o título de Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura). Durante a 40ª sessão do Comitê do Patrimônio Mundial no domingo (17), em Istambul, Turquia, a candidatura da Pampulha foi aprovada por consenso dos 21 países integrantes.

Encomendado pelo então prefeito de Belo Horizonte Juscelino Kubitschek a Oscar Niemeyer, o conjunto modernista reúne também o projeto de paisagismo de Roberto Burle Marx e um painel de azulejos de Cândido Portinari na Igreja de São Francisco de Assis.

02-pampulha

O Conjunto, construído nos primeiros anos da década de 40, é composto pela paisagem formada com a integração entre a Lagoa da Pampulha e sua orla, os jardins de Burle Marx, a Igreja de São Francisco de Assis, o antigo Cassino (atual Museu de Arte da Pampulha), a Casa do Baile (hoje Centro de Referência em Urbanismo, Arquitetura e Design de Belo Horizonte), o Iate Golfe Clube (atual Iate Tênis Clube) e a Praça Dalva Simão (antiga Santa Rosa).

Leia mais sobre a história do Conjunto Moderno da Pampulha na matéria A Pampulha pode se tornar Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco

Continua após a publicidade
Publicidade