Casa Created with Sketch.

Bienal da Arquitetura será espaço para discutir políticas urbanas

Em meio a mobilizações nas ruas, curadores apresentaram X Bienal de Arquitetura de SP como um espaço para discutir e repensar o futuro das cidades

bienal-da-arquitetura-sera-espaco-para-discutir-politicas-urbanas

 (/)

Hoje, 5 de julho, arquitetos, políticos e jornalistas se reuniram no auditório da Biblioteca Mário de Andrade para descobrir como será a X Bienal da Arquitetura de São Paulo, que será realizada entre os dias 28 de setembro e 24 de novembro e é organizada pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB/SP).

Apoiando-se na temática Cidades: modos de fazer, modos de usar, os curadores da bienal, Guilherme Wisnik e Ligia Nobre, prometeram que a exposição irá se estruturar em três eixos temáticos: mobilidade/densidade, espaço público e infraestrutura urbana. A proposta é oportuna, dado o momento histórico, marcado por mobilizações, pelo qual o país está passando. “A Bienal quer se posicionar como uma plataforma para a discussão política do espaço urbano”, afirmou Wisnik.

Entre os políticos, a proposta foi recebida com entusiasmo. “As mobilizações indicaram que muitas cidades foram construídas apoiando-se em uma espécie de ‘freio de arrumação’. Explicamos: freio de arrumação é uma expressão usada quando um ônibus urbano para em um ponto e precisa pegar mais passageiros, mas já está lotado. Para fazer caber mais gente, o motorista, então, para bruscamente, todos os passageiros vão para frente involuntariamente e novas pessoas podem entrar no espaço aberto. Muitas cidades foram construídas em planos análogos. As mobilizações indicaram que precisamos repensar isso. Precisamos agregar inteligência à construção do espaço urbano e a bienal é um ambiente para discutirmos como fazer isso”, afirmou o secretário Municipal de Cultural da cidade de São Paulo, Juca Ferreira.

Também estiveram presente Marcelo Araújo, secretário de Cultura do Governo do Estado de São Paulo; Fernando Mello Franco, secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano da cidade de São Paulo; José Armênio de Brito Cruz, presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento de São Paulo; e Ana Helena Curti, produtora executiva da X Bienal de Arquitetura de São Paulo. A cobertura completa da X Bienal da Arquitetura de São Paulo será feita pelo Casa.com.br.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s