Centro de São Paulo ganha cores e luzes com intervenção artística

O artista plástico Mena coloriu um edifício de 45 metros de altura

Por Larissa Faria 5 out 2020, 15h34
Artista plástico Mena em frente a sua intervenção artística em parceri com a Labluz
O artista plástico Mena em frente a sua intervenção artística em parceria com a Labluz divulgação/Labluz/Casa.com.br

O prédio Garagem Automática da Luz, em São Paulo, ganhou cores no último dia 21 de setembro com um projeto do artista plástico Mena e a empresa de iluminação Labluz. Mena selecionou o edifício — que tem 45 metros de altura — há dois anos, com o intuito de promover um dia melhor e mais colorido para as pessoas. “Meu objetivo é transformar ambientes”, afirmou o artista, que nomeou a obra da lateral de “missão”, para “expressar o encontro do ser humano com o seu propósito individual”.

Ele utilizou um rolo para incluir as cores e o projeto luminotécnico foi feito em parceria com a Labluz. Um estudo foi realizado para garantir que, mesmo à noite, a criação pudesse ser vista em diversos lugares, realçando as cores da intervenção artística.

Artista plástico Mena em frente a sua intervenção artística em parceria com a Labluz
divulgação/Labluz/Casa.com.br

“O rolo é o instrumento que normalmente usamos para mudar a cor de um ambiente, mas aqui representa uma metáfora para a realização do meu propósito com a arte, ele representa o nosso querer, a intenção de mudar e de transformar. Quando você se coloca como condutor desse querer, você transforma algo ou uma realidade com vida e cor”, conta Mena.

Continua após a publicidade

Publicidade