Burning Man revela projeto de templo multiverso para 2020

Projetado por Renzo Verbeck e Sylvia Adrienne Lisse, a instalação "Empyrean" promete representar uma região um pouco além do nosso reino físico

Por Yara Guerra Atualizado em 17 fev 2020, 15h36 - Publicado em 3 fev 2020, 14h28
Divulgação/Casa.com.br

Para o emblemático festival Burning Man 2020, o arquiteto do Colorado Renzo Verbeck e a artista Sylvia Adrienne Lisse projetaram uma estrutura angular de oito pontas para servir como templo.

Chamado Empyrean, o pavilhão será a peça central da cidade temporária de Black Rock durante o encontro anual. Ele será queimado no dia final, juntamente com o homônimo “homem” e outras estruturas construídas na playa.

Divulgação/Casa.com.br

Fazendo referência a uma região além do reino físico, que se diz ser o berço do fogo, a instalação de grande escala estava entre várias equipes, que competiram para projetar o templo de 2020.

Empyrean representa a região um pouco além do nosso reino físico, que é o mais alto centro de sabedoria e a fonte de consciência energética”, explica a equipe de design. “Em cosmologias antigas, Empyrean é o reino da luz pura, que se acredita ser o berço do fogo”.

A obra compreenderá oito pavilhões angulares de madeira e estrutura convencional e paredes de treliça, que serão organizados para formar uma estrela. Seus autores afirmaram ter escolhido o material por sua facilidade de construção e de combustão.

“A geometria simples da estrela cria uma base sagrada e ativa o templo como um portal de cura transformador para que todo Burner experimente à sua maneira”, afirmam.

Divulgação/Casa.com.br

Os recortes celestes são projetados para permitir que a luz do sol filtre o interior durante o dia, enquanto à noite, a luz do interior irradia para o exterior.

Continua após a publicidade

Ao se aventurar no monumento, os visitantes entram por uma das oito aberturas estreitas criadas pela formação das pás e atravessam o “multiverso”.

Enquanto um volume no centro da estrutura vai abrigar uma luz artificial – chamada Empyrean Flame e visível de todas as direções no local do deserto de Nevada –, postes de bandeira serão montados em vários pontos de acesso. Eles estarão disponíveis para os foliões do festival escreverem mensagens e orações que serão levadas pelo vento.

A equipe deve construir o Empyrean através de trabalho voluntário e financiado por doações, e lançou uma campanha no Kickstarter para arrecadar dinheiro para sua construção.

O festival

Deserto de Black Rock, em Nevada (EUA). Divulgação/Casa.com.br

O Burning Man é realizado no deserto de Black Rock (Nevada, EUA) todos os anos, desde 1991, no local do festival conhecido como Black Rock City. O evento deste ano ocorrerá de 30 de agosto a 7 de setembro de 2020.

Outros templos incluem a estrutura em turbilhão que Arthur Mamou-Mani criou para o evento de 2018, enquanto, em 2017, o templo da artista Marisha Farnsworth foi construído a partir de 100 árvores mortas para enfatizar “mudanças dramáticas que ocorrem em nossas florestas”.

Veja mais sobre o Empyrean no vídeo abaixo:

Continua após a publicidade

Publicidade