Muito além do spray

O grafite do artista Loro Verz nunca foi um ato de contestação. Você já ouviu falar em grafite indoor?

Por Reportagem: Cristina Bava Fotos: Nicole Fialdini Atualizado em 20 dez 2016, 22h21 - Publicado em 8 abr 2011, 11h54
O artista Loro Verz posa diante de um de seus trabalhos. ´´A cidade e as pe...

Loro Verz não tem cara de rebelde nem gosta de viver perigosamente. Sua arte – que começou nas ruas de Londres há dez anos – nunca foi um ato de contestação. “O grafite surgiu para desafiar a ordem, mas hoje é visto de outra maneira”, afirma. Formado pela universidade britânica Central Saint Martins, gosta de citar o mestre Sweet Tooth. “Além de acadêmico, Sweet é um grande grafiteiro. Com ele, aprendi a não me prender a rótulos.” De volta ao Brasil, em 2004, Loro viu a carreira decolar em São Paulo: sua primeira exposição aconteceu na Grafiteria. Com um desenho para o Bar B, foi convidado a grafitar os apartamentos da construtora Max Haus. “Faço, além de grafite, cartum e caricaturas. Não importa o nome, meu desenho é uma expressão em diálogo com a cidade.” As obras de Loro Verz são encontradas na Arterix e também em seu ateliê. Tel. (11) 7292-4562, São Paulo, www.loroverz.com.

Loro Verz adora transitar entre as possibilidades de criação. Já levou seu... Este trabalho, sem título, foi feito para a construtora Max Haus. A obra A Moça dos Pés Servidos colore o hall de um apartamento em São Paul...

Publicidade