Casa Created with Sketch.

Guia: o que fazer (e não fazer) ao escolher um tapete

O tapete é mais que um acessório, cumprindo o papel de âncora na maioria das decorações. Por isso, ele precisa ser escolhido com cuidado - saiba como!

O tapete é muito mais que um tecido usado para vestir, emoldurar ou ancorar o espaço. Modelos diferentes podem deixar o ambiente com uma cara totalmente nova, mas, se mal escolhido, ele pode tirar todo o equilíbrio do local. Confira dicas sobre o que fazer – ou não – para escolher um bom tapete:

1. Escolha o tapete PRIMEIRO ou POR ÚLTIMO

00-sobreponha-tapetes-e-ganhe-um-novo-visual-sem-mudar-tudo

 (/)

O momento em que você escolhe o tapete é de extrema importância. Para decidir quando compra-lo, você deve refletir sobre sua função: ele será um elemento principal, ou apenas um coadjuvante no décor? Como elemento principal, é melhor comprar o tapete primeiro – assim, você pode basear o ambiente de acordo com o estilo e as cores dele. No segundo caso, o tapete deve ser comprado por último, de forma que a escolha se baseie no espaço já pronto, complementando-o.

2. Não use preto e branco para áreas comuns

tapete-rosa-sala-de-jantar-branca-com-madeira

 (/)

Seus gostos sempre devem falar mais alto na hora de escolher as cores dos tapetes. Porém, o conselho que a designer Shaynna Blaze deu ao site InsideOut é que os tapetes das salas de estar e jantar nunca devem ser apenas pretos ou brancos. A primeira cor esconde por completo a sujeira, dificultando a limpeza; já a segunda faz exatamente o contrário, deixando qualquer acúmulo evidente.

Ela ainda completa que, se a família tiver crianças pequenas, é prudente optar por tapetes com padrões e texturas que camuflem marcas e manchas.

3. Se jogue nas tendências de cores

03-quarto-com-tapete-cinza-teo-e-paredes-revestidos-de-madeira-Thomas Loof

 (/)

Não é à toa que a Pantone e marcas como a Suvinil elegem cores que serão populares durante o ano. Algumas tendências acabam sendo atemporais, como o cinza e o marinho, e trazem um estilo extra aos ambientes. 

4. Não use padrões ousados no quarto

Quarto-20-CC

 (/)

Você pode e até deve causar fortes impressões com a decoração, principalmente com as cores e padrões dos tapetes. Porém, Shaynna recomenda que isso não seja feito no quarto, e sim nas áreas de vivência: “mantenha os padrões dos quartos simples, deixando-os mais relaxantes. Você pode ter cores ousadas no dormitório, mas tente combina-las a padrões que não sejam tão chamativos”, explica.

5. Combine o tapete ao piso

3-ambientes-de-casa-cor-sp-provam-que-as-sobreposicoes-de-tapetes-estao-com-tudo

 (/)

Não faz sentido escolher um tapete sem considerar o piso da casa, não é mesmo? Alinhe as cores e tecidos ao estilo do revestimento. Em pisos de madeira clara, por exemplo, Shaynna recomenta modelos modernos com cinza, azul marinho e branco. Já pisos mais quentes merecem bases vermelhas ou laranjas, com tons complementares.

Leia também:

Como usar tapetes coloridos na decoração sem medo

35 tapetes para sobrepor

27 modelos de tapetes com tramas, nuances e estampas variadas

banner_gotoshop_casa

 (/)

Clique e conheça a loja CASA CLAUDIA! 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.