Continua após publicidade

Arandela: o que é e como usar essa peça versátil e prática

Confira as dicas de especialistas para incluir a peça em vários ambientes

Por Redação
Atualizado em 19 dez 2022, 04h21 - Publicado em 24 ago 2022, 19h00
Arandelas fazem iluminação auxiliar atrás de sofá.
(Emerson Rodrigues/Casa.com.br)

Cada vez mais pessoas têm buscado formas diferentes de iluminar a casa. Exatamente por isso, as luminárias de apoio têm tido uma grande procura, pois tornam espaços mais sofisticados e originais.

Nesse quesito, as arandelas são peças ideais em razão do acolhimento proporcionado e, ainda, o fato de se adequarem a todos os cantinhos. A Yamamura, especialista no segmento e que completa 50 anos, separou diversas recomendações e ideias para incluir a arandela na decoração. Confira!

O que são arandelas

Arandela faz iluminação auxiliar.
(Emerson Rodrigues/Casa.com.br)

Para quem ainda não está familiarizado, as arandelas são aquelas luminárias instaladas diretamente nas paredes. É possível encontrar modelos para áreas internas e externas, sendo que cada uma possui suas próprias características. Portanto, antes da compra, é necessário verificar se as especificações são compatíveis com o objetivo desejado.

Continua após a publicidade

Pontos positivos

Arandela faz iluminação auxiliar.
(Emerson Rodrigues/Casa.com.br)

Entre as principais vantagens de eleger as arandelas — independente do ambiente escolhido — é que essas peças agregam estilo e funcionalidade. São capazes de atrair os mais variados gostos, em razão da grande quantidade de modelos à disposição no mercado. Elas também são ótimas pedidas para quem quer dar uma pequena renovada na casa, sem a necessidade de gastar muito, ou de fazer grandes reformas.

Sempre bem-vindas!

Arandela faz iluminação auxiliar em bancada.
(Emerson Rodrigues/Casa.com.br)

As arandelas são sempre ótimas opções! No entanto, as peças devem ser utilizadas como parte da iluminação auxiliar, ou seja, não são recomendadas como única fonte de luz do espaço. Logo, são incríveis para reforçar a iluminação de certos pontos, como é o caso de luminárias para estudo.

Continua após a publicidade

Cômodo a cômodo

Banheiro com arandela.
(Kadu Lopes/Casa.com.br)

Nos ambientes internos, seu uso é indicado principalmente para os quartos e salas de estar (com peças de luzes indiretas). Na sala, por exemplo, a arandela pode ser colocada junto à mesa lateral, ao lado do sofá, para trazer uma atmosfera charmosa.

Ideia semelhante pode ser realizada nos quartos, em que essas luminárias podem ser posicionadas juntamente com a cabeceira das camas.

Parede roxa com armário e arandela
Projeto de Cairn Architects (Peter Landers/BowerBird)

No caso de cozinhas e lavanderias, as arandelas com luzes difusas e direcionadas para as bancadas são boas pedidas. Em home offices, as luminárias articuláveis são excelentes escolhas para auxiliar no dia a dia.

Já para banheiros e lavabos, a iluminação frontal ou difusa — por meio de luzes acima ou ao lado de espelhos — representa uma ótima alternativa para auxiliar nas tarefas de higiene pessoal ou maquiagem.

Cozinha com arandela.
(Emerson Rodrigues/Casa.com.br)

No hall de entrada, ou em algum cantinho especial, as peças podem ser posicionadas com o intuito de criar uma iluminação decorativa, para compor desenhos nas paredes, até mesmo instaladas em forma de repetição, destacando ainda mais a entrada da casa.

Continua após a publicidade

As áreas externas também podem receber esse tipo de luminária, desde que apresentem Índice de Proteção acima de 65, que garante maior resistência às intempéries.

Sendo assim, quando o produto possui IP65 significa que é resistente à prova de poeira e a respingos d’água, o IP66 pode receber jatos d’água, enquanto o IP67 resiste à imersão temporária do produto. As arandelas também combinam com as varandas, para compor um espaço de descanso aconchegante; ou então, em muros dos jardins para tornar o espaço mais convidativo durante a noite.

Versatilidade

Quarto com arandela.
(Emerson Rodrigues/Casa.com.br)

As arandelas possuem muitas diferenças na comparação entre seus inúmeros modelos! Isso se deve ao fato de que a sua maior característica, a versatilidade, permite que ela seja utilizada de várias maneiras e para diferentes objetivos.

Continua após a publicidade

No mercado é possível encontrar arandelas com luzes diretas ou difusas, em temperaturas de cor mais neutras e frias (acima de 4000K), voltadas para as atividades práticas, que necessitam de mais atenção. Assim como aquelas com temperaturas de cor mais quentes (2700K a 3000K), que favorecem o aconchego e o conforto.

Quarto com foto ousada pendurada na parede
Projeto de Shirlei Proença (Renato Navarro/Casa.com.br)

Há também modelos que proporcionam luz indireta e difusa, efeito que evita ofuscamento, além de trazer muito charme. Assim como arandelas com efeito de luz direta (para estudos ou atividades específicas), ou de fachos, peças estéticas que tornam os ambientes mais cenográficos e com uma atmosfera contrastante entre luz e sombra.

 

Publicidade