Casa Created with Sketch.

3 ideias para expor quadros na parede

Profissionais dão dicas práticas para compor arranjos de telas, fotos, desenhos e esculturas nas paredes

Gravuras, telas, fotografias, desenhos e esculturas: veja como gente apaixonada por arte exibe suas coleções em conjuntos harmônicos e arejados, que respeitam as proporções do mobiliário e se integram à decoração. Aproveite e consulte as dicas de fotógrafos de como emoldurar e expor fotos. E, se você tem um arranjo de quadros em casa, fotografe e mande para o nosso fórum!

Sofá guia o arranjo A dona deste apartamento idealizava ter um único quadro centralizado sobre o sofá, mas aceitou o conselho do arquiteto Saulo Szabó para testar uma composição menos comportada. “Peguei emprestadas várias obras numa galeria de arte e organizei os quadros no chão, estudando as proporções, até chegar ao arranjo aprovado por ela”, conta Saulo. Na hora de pregar as gravuras, a largura do sofá foi considerada e respeitou-se a distância mínima de 30 cm até o espaldar. “A fotografia veio depois, preenchendo o vazio abaixo da cúpula da luminária”, afirma.

Discretas, as molduras não roubam a atenção das obras, compradas na Mônic...

 (/)

Composição de quadros em projeto do arquiteto Saulo Szabó.

 (/)

Formatos em equilíbrio

Durante anos, várias obras da foto acima ficaram guardadas debaixo da cama do casal, envolvidas em plástico bolha. Quando se mudaram para esta casa, mais ampla e confortável, os dois realizaram o desejo de montar um canto na sala para expor a coleção de arte contemporânea. Amiga do casal, a decoradora Maria Fernanda Paes de Barros se encarregou de planejar o arranjo, usando as peças maiores como o ponto de partida. “Evitei colocar a redonda no centro, pois chamaria demais a atenção”, avalia. Sob as peças fixadas na parede, um banco oferece apoio às esculturas.

Antes de pendurar os trabalhos, a decoradora Maria Fernanda Paes de Barros ra...

 (/)

Composição de quadros em projeto da decoradora Maria Fernanda Paes Leme.

 (/)

O baú antigo expõe uma renda vinda de Pernambuco e a escultura de Laura Vin...

 (/)

No banco de freijó da Dpot, livros criam um pedestal para o bloco de mármor...

 (/)

 

Composição intuitiva – parte 1 “Não segui um roteiro. Fui montando este conjunto conforme minha intuição”, conta o arquiteto Mario Celso Bernardes, que gastou três horas de um sábado para finalizar o arranjo de 24 obras na sala de seu apartamento. A primeira gravura a ir para a parede foi a de Hércules Barsotti, alinhada à esquerda com o braço do sofá.

Para realçar no conjunto o trabalho de Milton Dacosta, o arquiteto Mario Cel...

 (/)

Composição de quadros em projeto do arquiteto Mario Celso Bernardes.

 (/)

Composição intuitiva – parte 2 “Variei os tamanhos e os formatos dos quadros, criando dinamismo. Cheguei até a errar algumas alturas, mas não tive dúvida de furar de novo a alvenaria”, diz o arquiteto Mario Celso Bernardes.

Em vez de receber molduras de madeira, algumas obras ficam expostas em caixas...

 (/)

Composição de quadros em projeto do arquiteto Mario Celso Bernardes.

 (/)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s