Projeto Horta na Laje ganha força com moradores de Paraisópolis

O objetivo é promover uma alimentação mais saudável e aumentar os espaços verdes na comunidade através de hortas comunitárias

Por Ana Beatriz Bartolo Atualizado em 28 jun 2017, 12h42 - Publicado em 27 jun 2017, 18h27
Divulgação/Agência Paraisópolis

Com o objetivo de promover acesso a alimentos mais saudáveis, a União dos Moradores da Comunidade de Paraisópolis, em São Paulo, se uniu com o Instituto STOP Hunger, mantido pela Sodexo, para criar o projeto Horta na Laje. O foco é promover a formação de mulheres e jovens em técnicas de plantio nas hortas comunitárias.

Divulgação/Agência Paraisópolis

 A ideia surgiu de uma proposta da criação de uma Paraisópolis Sustentável, baseada nos objetivos sustentáveis do milênio afirma Gilson Rodrigres, líder comunitário e idealizador do Horta na Laje. A meta, em questão, é a de erradicação da fome e além desse projeto, a comunidade também está trabalhando com workshops de alimentação saudável e reaproveitamento de alimentos. 

Divulgação/Agência Paraisópolis

Jovens e mulheres de Paraisópolis estão criando em conjunto hortas comunitárias a partir de oficinas de plantio. Cada oficina realizada planta um tipo de hortaliça ou erva, até que a horta esteja completa, explica Rodrigues. Com isso, também há a criação de espaços verdes e saudáveis nas áreas disponíveis da comunidade.  

Continua após a publicidade

Divulgação/Agência Paraisópolis

O líder comunitário afirma que com as lajes, há milhares de metros quadrados que podem ser utilizados para tornar os espaços mais verdes. Para ele, as comunidades são as que mais necessitam desse tipo de ação, mas isso é pouco estimulado. Assim, é necessário que haja um engajamento da população, para que isso funcione. 

Divulgação/Agência Paraisópolis

O Horta na Laje teve a sua implementação financiada pelo Instituto STOP Hunger, porque o que o grupo vem realizando tem muita sinergia com as demandas e metas da comunidade, aponta Rodrigues. A União foi procurada por outros líderes comunitários para ajudarem a expandir o projeto em outras regiões, por isso, eles estão procurando por novas parcerias para conseguir concretizar isso.

Divulgação/Agência Paraisópolis
Divulgação/CASA CLAUDIA
Continua após a publicidade

Publicidade