Casa Created with Sketch.

Arte com resíduo: projeto usa restos da construção civil para fazer móveis

O projeto-piloto Obra & Arte transforma material que antes seria descartado em mobiliário e peças decorativas

 (Divulgação/Casa.com.br)

Vamos falar de coisa boa: vamos falar de sustentabilidade! Após um ano de atividades e ressignificação do uso de materiais descartados da construção civil de seu projeto Obra & Arte, o Coletivo ÔDA vai apresentar os resultados em uma exposição no showroom da A.Yoshii, em Curitiba.

Na mostra, estarão presentes mobiliários e peças decorativas provindas de restos de obras que iriam diretamente para o lixo. Os grandes responsáveis por eles são doze funcionários – entre eles carpinteiro, pintor, pedreiro, encanador e armador.

 

 (Divulgação/Casa.com.br)

Proposta pelo Instituto A.Yoshii e pelo coletivo, a iniciativa teve início em 2018 com o planejamento que contempla um de seus objetivos: a construção coletiva.

“Inicialmente interagimos com a apresentação de vídeos sobre design e arte em seus diversos formatos. Nos encontros que seguiram, produzimos as peças em conjunto e criamos uma conexão, uma sinergia, uma identidade de grupo, um pertencimento. Nos surpreendemos com o resultado, pois houve um interesse absoluto por parte dos voluntários em participar desta construção”, diz Ticiana Martinez, coordenadora do projeto e integrante do Coletivo ÔDA.

 (Divulgação/Casa.com.br)

Entre pendentes, luminárias, mesa de centro e poltrona, serão expostas dez obras exclusivas feitas pelos profissionais do Coletivo ÔDA e outras cinco produzidas pelos colaboradores da A.Yoshii com a supervisão do coletivo.

Nelson Oliveira é um destes colaboradores que passou a ver novas possibilidades para as sobras. Segundo ele, entrou de cabeça no projeto e não quer parar. “Agora vejo as coisas sob ângulos diferentes, tenho uma visão ampla do que dá para fazer com resíduos. A minha esposa também se inspirou e já começou a criar peças com o que sobra em casa”, conta Nelson.

 (Divulgação/Casa.com.br)

Para a presidente do Instituto A.Yoshii, Simoni Bianchi, o projeto é da maior importância e ganha contornos sustentáveis quando contribui para minimizar o impacto ambiental.

Ela também celebra um novo ciclo que a entidade inicia com o projeto Obra & Arte. “Criar e fazer arte transforma a vida das pessoas. É fabuloso poder envolver nossos colaboradores, tanto no aspecto cultural quanto emocional, de apurar o olhar para os insumos que eles usam diariamente no trabalho, e que agora estão se transformando em objetos de arte e design”, conta.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s