Casa Created with Sketch.

10 quadras de basquete coloridas e diferentonas ao redor do mundo

Dá para disputar um rachão em qualquer quadra, mas envolto por cores é sempre melhor!

 (Reprodução/dezeen)

Não dá para negar que, depois que as Olimpíadas começaram, estamos todos nessa vibe esportiva, não é? E, com as finais da NBA ainda próximas, a presença da modalidade 3×3 nos jogos e as seleções da FIBA fazendo maravilhas, o basquete ganhou ainda mais destaque nos últimos tempos.

Se você também é apaixonado pelo basquetebol, então vai adorar esta seleção de 10 quadras coloridas ao redor do mundo. A gente sabe que dá para bater um rachão em qualquer lugar – mas vamos combinar que, rodeado por cores, é sempre melhor. Confira:

1. Ezelsplein em Aalst (Bélgica), por Katrien Vanderlinden

 

 (Reprodução/dezeen)

A artista belga Katrien Vanderlinden pintou um mural colorido em uma quadra de basquete no centro da cidade de Aalst. Os desenhos geométricos foram inspirados no jogo infantil de raciocínio matemático “Logical Blocks“.

Quadrados, retângulos, triângulos e círculos, em diferentes formas, tamanhos e cores, compõem a quadra Ezelsplein. O padrão único de formas, linhas e cores dá aos jogadores a oportunidade de inventar seus próprios jogos na quadra.

2. Bank Street Park basketball court em Londres, por Yinka Ilori

 

 (Reprodução/dezeen)

O designer Yinka Ilori combinou seus padrões geométricos distintos e cores vibrantes nesta quadra de basquete pública no distrito financeiro de Canary Wharf, em Londres. A quadra de meio tamanho, projetada para o basquete 3×3, é coberta por ladrilhos de polipropileno impressos em 3D.

As estampas coloridas de Ilori também se espalham por uma parede de acúmulo que corre ao longo do perímetro da quadra, enquanto um padrão de ondas azuis e laranja percorre a tabela da cesta de basquete.

3. Pigalle Duperré em Paris, por Ill-Studio and Pigalle

 

 (Reprodução/dezeen)

O Ill-Studio fez parceria com a marca de moda francesa Pigalle para criar uma quadra de basquete multicolorida situada entre uma fileira de edifícios no nono arrondissement de Paris.

A inspiração partiu da arte “Sportsmen” (1930), do russo Kasimir Malevich. A pintura retrata quatro figuras, todas com as mesmas cores ousadas encontradas na quadra. Quadrados de borracha azul, branca, vermelha e amarela de etileno propileno dieno monoma (EPDM) – um material sintético comumente usado em pisos para esportes – foram adicionados à quadra.

4. Kinloch Park courts em St Louis, por William LaChance

 

 (Reprodução/dezeen)

O artista William LaChance pintou três quadras de basquete em um subúrbio de St. Louis com color-blocking arrojado.

Veja também

Os desenhos são baseados em uma série de cinco pinturas a óleo, que quando colocadas lado a lado formam uma imagem maior em uma “tapeçaria de campos de cores”. Linhas brancas foram pintadas sobre o fundo colorido, que inclui tons de azul, verde, vermelho, amarelo, marrom e cinza.

5. Summerfield Park court em Birmingham, por Kofi Josephs and Zuke

 

 (Reprodução/dezeen)

Basquete + grafite é uma combinação sem erro. E, nesta quadra em Summerfield Park (Birmingham), não foi diferente.

A reforma foi feita pelo jogador de basquete Kofi Josephs e o grafiteiro Zuke, que escolheram as cores amarelo e azul claro numa tentativa de atrair moradores e crianças para o jogo. O design inclui características que simbolizam a cidade de Birmingham. Por exemplo, uma coroa foi pintada no concreto, fazendo referência ao The Jewellery Quarter em Birmingham.

6. Stanton Street courts em Nova York, por Kaws

 

 (Reprodução/dezeen)

A Nike chamou o artista Kaws, que mora no Brooklyn, para ilustrar essas duas quadras de basquete localizadas próximas uma da outra na Stanton Street, em Manhattan, na cidade de Nova York.

O artista, que é conhecido por suas obras de desenho animado de cores vibrantes, cobriu duas quadras em seu estilo distinto. Uma versão abstrata de Elmo e Cookie Monster – personagens do popular programa de TV infantil Vila Sésamo –, foram pintados nas quadras com seus olhos riscados.

7. Pigalle Duperré em Paris, por Ill-Studio and Pigalle

 

 (Reprodução/dezeen)

O Ill-Studio e a Pigalle juntaram forças novamente para revisitar a quadra de basquete que reformaram em 2015. Os designers substituíram as cores dos blocos antigos por tons de azul, rosa, roxo e laranja.

Desta vez, os colaboradores contaram com o apoio da Nike para redesenhar o lugar compacto e de formato irregular. Quadros feitos de um rosa plástico e translúcido foram adicionados, enquanto a área de jogo e as zonas são marcadas em branco.

8. House of Mamba em Xangai, pela Nike

 

 (Reprodução/dezeen)

A Nike revelou uma quadra de basquete de tamanho real com rastreamento de movimento e tecnologia de visualização de LED reativa embutida em Xangai.

Projetada para fornecer um lugar para o eterno e legendário Kobe Bryant ensinar suas habilidades para jovens atletas na iniciativa Nike RISE, a quadra apresenta marcações clássicas da quadra junto com a marca RISE da Nike.

Quando a quadra não é necessária para fins de treinamento e jogos, a superfície de LED pode exibir quase qualquer combinação de imagens em movimento, gráficos e cores.

9. Kintsugi Court em Los Angeles, por Victor Solomon

 

 (Reprodução/dezeen)

O artista Victor Solomon tentou reconciliar as muitas rachaduras e fendas encontradas nesta quadra de basquete de Los Angeles usando a arte japonesa de Kintsugi.

Linhas de resina dourada cruzam a quadra em forma de veias, conectando os pedaços quebrados de concreto cinza gasto. O artista se baseou em seu conhecimento de Kintsugi, que envolve consertar cerâmica quebrada a partir de laca misturada com metais preciosos em pó, a fim de destacar, em vez de ocultar, a rachadura.

10. La Doce em Cidade do México, por All Arquitectura Mexico

 

 (Reprodução/dezeen)

O estúdio mexicano de design All Arquitectura criou uma quadra de futebol e basquete vibrante para uma das áreas mais empobrecidas e violentas da Cidade do México.

O designer cobriu a superfície como um padrão de tabuleiro de damas esticado e inclinado em dois tons de azul claro. No geral, a quadra reformada adiciona cor e atmosfera à área, que é dominada por barracos de apartamentos degradados e prédios em deterioração.

*Via Dezeen

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.