Madeira ripada: saiba tudo sobre o revestimento

Versátil, aconchegante e contemporâneo o revestimento é o queridinho dos projetos residenciais e comericias

Por Landhi Atualizado em 14 fev 2022, 19h54 - Publicado em 15 fev 2022, 19h00

Por Murilo Dias

A versatilidade é uma das principais características da madeira ripada. Projeto de Noura van Dijk Interior Design Landhi/Reprodução

A madeira ripada vem ganhando cada vez mais espaço em projetos de decoração e a gente te ajuda com tudo o que precisa para escolher o modelo correto para a sua casa.

A começar pelas diversas e melhores maneiras de integrar um painel ripado na sua decoração, mas tenha uma coisa em mente: a madeira ripada é versátil e permite várias possibilidades de aplicação.

Pós-graduada em Marketing e Marketing de Luxo, Noura Van Dijk confirma a versatilidade e indica algumas opções de como usar a madeira ripada:

“A madeira ripada pode ser utilizada como divisória vazada, painel fechado – diretamente na alvenaria ou separando ambientes, em mobiliário, fachadas e forros – projetos que são residenciais e comerciais… Enfim, uma versatilidade enorme de aplicação”.

Se implantado de forma vertical, o ripado promove uma sensação de maior altura do ambiente. Projeto de Noura van Dijk Interior Design Landhi/Reprodução

De fato, a madeira ripada pode ser usada com diversos objetivos dentro de um ambiente. Por exemplo, se colocada no sentido horizontal, visa diluir a sensação de um ambiente com muita altura versus pouco comprimento. Já se instalado no sentido vertical, o painel ripado aumenta a impressão de altura. A forma vertical, inclusive, é uma das mais comuns de uso.

Magda Marconi, administradora de empresas, designer de interiores e líder do escritório MSAC Arquitetura, cita alguns outros propósitos da madeira ripada:

“O objetivo depende do projeto. Pode ser meramente decorativo ou auxiliar em um tratamento acústico, por exemplo. A madeira ripada agrega de várias formas: decora, imprime volume e geometria, auxilia nas questões térmicas e acústicas, e aconchega”, afirma.

Além de decoração, a madeira ripada também é usada em pisos para determinados ambientes. Projeto de Noura van Dijk Interior Design Landhi/Reprodução

Sendo usada como solução decorativa que proporciona design, elegância e sensação de acolhimento ao ambiente, além de ter outras várias funcionalidades, você deve estar curioso em relação ao custo de usar madeira ripada no seu projeto…

Quanto custa madeira ripada?

O custo para usar madeira ripada, naturalmente, varia conforme a tipologia da madeira, a espessura das réguas e intervalos entre as ripas. Além disso, a mão de obra para execução do serviço agrega valor ao produto final.

O tipo de madeira é um dos fatores que influencia no custo do ripado. Projeto de Noura van Dijk Interior Design Landhi/Reprodução

Para avaliar o orçamento, primeiro é preciso definir o tipo de madeira. Os mais comuns para o ripado são Freijó, Cumaru e Imbuia. Uma forma útil e que pode baratear o projeto é usar MDF (Medium-density fiberboard, placa de fibra de média densidade, em tradução livre).

Segundo Magda Marconi, com MDF é possível executar um ripado sem problemas. Para ela, os fatores que interferem no orçamento da madeira ripada são:

  • Material (tipo da madeira ou MDF)
  • Forma
  • Dimensão (se for um painel, por exemplo)
  • Complexidade
Versátil, a madeira ripada pode ser usada de diversas formas, com diversos propósitos. Projeto de MSAC Arquitetura Landhi/Reprodução

Já para Noura Van Dijk, a espessura da ripa também é um fator que altera o valor final. Para ela, esse é um ponto de atenção:

“O custo pode variar de acordo com alguns fatores, como a espessura das réguas e intervalos entre as ripas. Já a espessura varia muito de acordo com a proposta do projeto. Particularmente, prefiro as ripas mais finas e intervalos entre elas menor”, declara.

Veja também

Qual a madeira ideal para fazer o ripado?

 

Continua após a publicidade

Para ambientes externos, os tipos de madeira Ipê e Tatajuba são indicados para fazer o ripado. Projeto de MSAC Arquitetura Landhi/Reprodução

Além dos tipos de madeira já citados (Freijó, Cumaru e Imbuia), Van Dijk também aconselha Ipê e Tatajuba, mas essas apenas para áreas externas, pois ‘suportam intempéries’. Para áreas internas não há restrição na tipologia de madeira.

E, assim como Marconi, Noura indica que uma alternativa às madeiras é o MDF revestido com lâminas de madeira natural ou composta.

O que é possível fazer com madeira ripada?

 

Continua após a publicidade

O painel de madeira ripada pode ser usado em vários ambientes, como paredes de banheiros. Projeto de Noura van Dijk Interior Design Landhi/Reprodução

As possibilidades de usar madeira ripada são as mais diversas. Desde os famosos painéis, passando por portas de armários, pisos, decorações, até assentos de bancos e cadeiras.

O que vai diferenciar cada aplicação, além, obviamente, do local, é o desenho das ripas, como explica Noura Van Dijk:

A implantação na horizontal presente na cabeceira da cama e na porta inferior do armário. Projeto de Noura van Dijk Interior Design Landhi/Reprodução

“Os projetos podem ser os mais diversos. Pode-se criar formas diferentes como tabuleiro ou losangos desencontrados. Existem no mercado empresas que oferecem painéis prontos para serem aplicados seja em paredes internas e externas ou no forro”.

Fora esses, Magda Marconi cita implantações na horizontal, na vertical, na diagonal, em composição. E ambas concordam que, graças a sua versatilidade, a madeira ripada pode ser usada em qualquer tipo de ambiente, interno ou externo, comercial ou residencial.

Cores e estilos para usar madeira ripada

 

Continua após a publicidade

Além da cor tradicional da madeira, o ripado pode ser usado em outras tonalidades. Projeto de MSAC Arquitetura Landhi/Reprodução

Já notamos a grande variedade de possibilidades em que a madeira ripada pode ser usada e isso permanece em relação às cores e estilos de decoração. É o que afirma Marconi:

“O ripado combina com todos os ambientes e cores também. É versátil. Pode ser aplicada num ambiente contemporâneo ou em qualquer outro estilo”, Marconi acredita.

Servindo como divisória, a cor da madeira ripada se relaciona com todos os ambientes. Projeto de MSAC Arquitetura Landhi/Reprodução

E Noura aponta visão similar em relação ao estilo contemporâneo: “A madeira ripada remete a um conceito contemporâneo e a sua cor está relacionada à composição do ambiente como um todo. Ela também é muito utilizada em projetos com muxarabi”.

Para finalizar e contextualizar, muxarabi é um elemento arquitetônico de origem árabe que é feito com treliças de madeira. Ela cria desenhos, formas e sombras e permite uma entrada parcial de luz no ambiente.

Madeira ripada em mais projetos e ambientes:

Veja mais conteúdos como este e inspirações de decoração e arquitetura na Landhi!

Continua após a publicidade

Publicidade