Apartamento de 210 m² reúne peças de design e obras de arte

O projeto brasiliense não deixa de lado a funcionalidade

Por Morar61 Atualizado em 17 fev 2020, 15h52 - Publicado em 30 ago 2019, 15h50
Mesa de fazenda mineira, telas de Ayao Okamoto, cadeiras de Philippe Starck e muito mais – todas as histórias do morador convivem em harmonia no apartamento de 210 m² Reprodução/Morar61

Esqueça a lógica por um instante e imagine encontrar os artistas plásticos Siron Franco, Ayao Okamoto e Patricia Secco reunidos num mesmo lugar. Talvez estivessem sentados em cadeiras de Philippe Starck, num banco de Maurício Azeredo ou apoiando taças numa estante de Renzo Piano. Renzo, aliás, também estaria ali, conversando animado com Fernanda Naman sobre a beleza dos cristais Kosta Boda, enquanto Daniel Senise alterna o olhar entre a tela de Leonilson e a vista da janela, descansando sobre a chaise assinada por Elizabeth Garouste e Mattia Bonetti.

Ao lado de algumas de suas peças favoritas, João Marcelo aprecia também a vista da janela, bem na altura da copa das árvores Reprodução/Morar61

De volta à realidade, sabemos que um coquetel como esse só poderia acontecer em um lugar: na Asa Sul de Brasília, onde vive – pelo menos temporariamente – o diplomata João Marcelo de Aguiar Teixeira, que soube garimpar obras preciosas dos nossos convidados imaginários.

Este conteúdo é do blog Morar61. Para ler o texto na íntegra, clique aqui.

Continua após a publicidade

Publicidade