Casa Created with Sketch.

Quanto se economiza realizando a manutenção da rede hidráulica?

Nosso colunista colocou na ponta do lápis. Confira o resultado

01-quanto-se-economiza-realizando-a-manutencao-frequente-da-rede-hidraulica

 (/)

Em época de escassez da água, o descaso com que tratamos o recurso hídrico – seja por má utilização, por desperdício, seja por imprevidência – volta-se contra nós. Como dizia o escritor mineiro Afonso Arinos (1905-1990), “a profusão de córregos e riachos, cantando e tremulando sob a copa do arvoredo”, talvez tenha nos induzido a negligenciar nossa relação com a água, há até pouco tempo abundante. Embora o mercado brasileiro disponha de tecnologias voltadas ao baixo consumo – como caixa acoplada à bacia sanitária, válvula de descarga com dois tipos de fluxo, torneira automática, regulador de vazão etc. –, nada disso funcionará adequadamente sem a conscientização de todos no que diz respeito à manutenção da rede hidráulica e a seus equipamentos. Nas casas, essa responsabilidade recai sobre os moradores, o que pode facilitar a atenção contra vazamentos. Já num edifício residencial, é importante contar com a atitude coletiva e fornecer ferramentas de trabalho ao zelador. Alguns anos atrás, participei do planejamento da manutenção preventiva do prédio onde moro, com os custos assimilados pelo condomínio. O zelador e um ajudante foram treinados pelas empresas que fabricam os equipamentos hidráulicos e pela própria concessionária de água para detectar vazamentos, classificá-los, regular mecanismos  e descarga e fazer a troca das peças danificadas. O programa, mantido até hoje, consegue economizar mais de 15% do volume gasto anteriormente.

 

Prevenir ainda é o melhor remédio

Os dados da tabela abaixo valem para uma moradia com três quartos, dois banheiros, uma cozinha e uma área de serviço, onde viveriam quatro pessoas.

02-quanto-se-economiza-realizando-a-manutencao-frequente-da-rede-hidraulica

 (/)

Para a realização dos cálculos, assumiu-se esta frequência para a troca de materiais: buchas vedantes para torneiras, misturadores e registros de pressão – validade de um a dois anos, R$ 3,20 cada uma –; kit de reparo para válvula de descarga – validade de cinco anos, R$ 40 –; e kit de válvula de saída com obturador para caixa de descarga – validade de três anos, R$ 30. Considere que a diária de um encanador custa cerca de R$ 200. Preços pesquisados na cidade de São Paulo em outubro de 2014.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.