Casa Created with Sketch.

Placas cimentícias: construir e reformar sem dor de cabeça

Utilizadas em construções rápidas, placas cimentícias podem ser aplicadas em paredes beirais

Só de pensar em construir, muita gente já fica de cabelo em pé: além do tempo dispensado, construir ou reformar pode ser caro e, durante o processo, a vida dos moradores pode se transformar em um caos. No entanto, essas preocupações podem estar com os dias contados. Materiais como placas cimentícias, ainda pouco conhecidos no Brasil e muito comuns em países como os Estados Unidos, prometem agilizar a obra tanto de interiores quanto de áreas externas.

O que são placas cimentícias e como usá-las

São, como o próprio nome adianta, placas de fibrocimento usadas para construir paredes, divisórias, forros etc. Julian Hunecke, gerente de mercado e produtos da Saint-Gobain Brasilit, empresa que fabrica esses produtos no Brasil, explica que elas podem ser usadas tanto por quem quer construir quanto por quem está reformando – aliás, essas placas podem ser usadas em casas de alvenaria para construir mais um cômodo ou expandir uma área. No entanto, Hunecke sugere que um profissional, arquiteto ou engenheiro civil, sempre seja contratado para acompanhar a obra.

Por que você deve usar placas cimentícias na próxima construção

“As vantagens de usar placas cimentícias estão presentes em todo o processo construtivo. Como é preciso apenas fixá-las em uma estrutura metálica e os materiais são todos industrializados, elas geram menos resíduos na obra; em tempos de crise hídrica, placas cimentícias são uma boa opção para economizar água: construções de alvenaria gastam muita água já que é preciso preparar o cimento e lavar os equipamentos; as placas não têm essa necessidade”, enumera Julian Hunecke.

Outra grande vantagem de construções com essas placas é a rapidez com que podem ser executadas. “É um sistema de rápida implementação (em torno de 1/5 do tempo quando comparado à construção tradicional) devido ao fato de ser produzida com elementos industrializados previamente. A construção transforma o canteiro de obras em uma linha de montagem, evitando desperdício de material e atendendo melhor os requisitos de sustentabilidade”, explica Marcelo Roffe, diretor comercial da Brasilit.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s