Mármore, granito e quartzito para bancadas, pisos e paredes

Amadas mundo afora, nossas pedras têm um apelo exótico que as eleva a sonho de de consumo. Escolha a sua entre 14 variedades com preços

Por Reportagem Edson G. Medeiros (visual) e Lara Muniz (texto) | Design Manoel Vitorino Junior | Fotos Luis Gomes Atualizado em 19 jan 2017, 13h53 - Publicado em 11 out 2012, 17h17
marmore-granito-piso-bancada-01

Das jazidas nacionais saem anualmente cerca de 9 milhões de toneladas de pedras para revestimento – verdadeiras joias para a casa. A quantidade de pontos de extração explica a profusão dos materiais produzidos por aqui. “O Brasil é mundialmente reconhecido pela geodiversidade de suas pedras. Os granitos são referência para bancadas de cozinha nos Estados Unidos”, aponta o geólogo Cid Chiodi Filho, consultor da Associação Brasileira de Indústria de Rochas Ornamentais (Abirochas). A sustentabilidade tem mobilizado o setor: “Os resíduos de rocha se transformam em novos produtos e há planos de reforestamento das áreas das jazidas”, aponta Herman Krüger, superintendente do Centro Tecnológico do Mármore e Granito (Cetemag). Sem falar que o material, resistente e durável, permanece numa casa por décadas.

 

 

 

Qual a diferença entre mármores, granitos e quartzitos

 

marmore-granito-piso-bancada-00

A composição geológica diferencia mármores, granitos e quartzitos. Na prática, o mármore é mais sensível a riscos e ataques químicos, enquanto o granito oferece alta resistência a problemas semelhantes. Já o quartzito, denominação recente no mercado, combina a aparência do mármore (veios mais evidentes) com a grande dureza vinda do quartzo presente em sua composição. “Os mármores resistem melhor quando são pouco exigidos, usados em revestimentos de áreas sociais, por exemplo. Melhor evitá-los na cozinha. Já os granitos e quartzitos ocupam posições mais versáteis, assumindo qualquer papel na casa”, explica Renata Malenza, diretora da Brasigran. Quanto à aparência, determinar se uma pedra pertence ou não à categoria dos exóticos é tarefa para iniciados. “Existe um entendimento entre os produtores, que selecionam os desenhos nobres para as linhas mais exclusivas”, revela Herman, do Cetemag. Para a limpeza das rochas, recomenda-se apenas sabão neutro e água em pouca quantidade. Especialmente indicada para os mármores, a aplicação de resina impermeabilizante serve para evitar manchas e ressaltar a cor original da pedra.

marmore-granito-piso-bancada-02

Pisos, paredes e bancadas de locais no interior da casa aceitam a presença do quartzito Yellow Bamboo, rocha comercializada pela Tamboré Stones. Preço sugerido do m²: R$ 2 380.

 

marmore-granito-piso-bancada-03

Veios discretos sem grandes variações da tonalidade de base caracterizam o quartzito Madrepérola, da Alicante. Pisos, bancadas e paredes internos recebem a pedra, que vale R$ 1 400 o m².

 

marmore-granito-piso-bancada-04

O mix de tons cinza e rosa vem de jazidas da Bahia, origem do mármore Rosa do Norte. Indicado para bancadas de banheiros e paredes de ambientes internos. Preço: a partir de R$ 980 o m², na Pedras Bellas Artes.

 

marmore-granito-piso-bancada-05

Graças às partículas de quartzo e ferro presentes em sua composição, o quartzito Bronzite, da Decolores, possui resistência para revestir pisos, paredes e bancadas de ambientes internos e externos. O valor do m² começa em R$ 750.

 

marmore-granito-piso-bancada-06
Continua após a publicidade

Vermelho e nuances de branco colorem o mármore Napoleon Bordeaux, da Tamboré Stones. Próprio para pisos, paredes e bancadas de ambientes sociais e banheiros, tem custo estimado de R$ 1 250 o m².

 

marmore-granito-piso-bancada-07

Vendida pela Alicante, a sodalita é um mineral com propriedades semelhantes às do mármore, com cor predominantemente azul. Reveste pisos e paredes de ambientes internos. Rara, é também utilizada para a fabricação de joias. Custa R$ 3 200 o m².

 

marmore-granito-piso-bancada-08

O desenho clássico e marcante das pedras nobres sobressai no mármore Arabescato, da Alicante. Com tons predominantes de cinza, vai em pisos, paredes e bancadas de ambientes internos e externos. Preço médio: R$ 500 o m².

 

marmore-granito-piso-bancada-09

O esverdeado da placa serviu de inspiração para o nome do quartzito Vitória Régia, da Tamboré Stones. A aplicação é permitida em pisos, paredes e bancadas de ambientes internos. Valor sugerido de R$ 1 350 o m².

 

marmore-granito-piso-bancada-10

O quartzito Cristallo, da Decolores, oferece uma transparência sutil que o aproxima do ônix. No entanto, as partículas de quartzo conferem resistência para todos os usos domésticos, em áreas internas e externas. A partir de R$ 1 000 o m².

 

marmore-granito-piso-bancada-11

A grande variação entre pontos com veios e com cristais coloca o granito Marrom Cobra, da Pedra Bellas Artes, entre os superexóticos. Pisos, paredes e bancadas, tanto de áreas internas quanto externas, recebem a pedra, que custa R$ 2 200 o m².

 

marmore-granito-piso-bancada-12

No jargão da área, uma rocha movimentada é aquela repleta de veios, como o granito Preto Indiano, da Pedras Morumbi. Para pisos, paredes e bancadas de ambientes internos e externos, esta variedade tem preço a partir de R$ 395 o m².

 

marmore-granito-piso-bancada-13

No granito Green Galaxy, veios aparentes com pontos de cristal conferem à pedra aparência semelhante à de um mármore. Para pisos, paredes e bancadas de ambientes internos e externos, o material vale R$ 890 o m², na Pedra Bellas Artes.

Continua após a publicidade

Publicidade