Trazida pelo mar

Quinze minutos separam o cais da praia Grande, no norte de Paraty, da ilha do Araújo, onde fica esta casa. Mas a pouca distância não ameniza a dificuldade para construir no lugar, um naco de terra de 1 km² cercado pelo mar calmo da região fluminense.

Por Por Eliana Medina e Rosele Martins Fotos: Carlos Piratininga Ilustrações: Fabio Flaks Atualizado em 14 dez 2016, 13h01 - Publicado em 28 set 2008, 21h01

“A travessia de alguns materiais é complicada. Areia e pedras precisam ser ensacadas antes de subir ao barco”, explica a arquiteta Iris Carneiro, gaúcha radicada na vizinha Ubatuba, no litoral de São Paulo. Nada disso, porém, assustou um paulista em busca de sossego, que encomendou à amiga Iris sua morada na ilha. Na lista de pedidos, simplicidade, área social ampla e espaço para guardar um barco. Todos atendidos no projeto de 131 m² finalizado em oito meses, três além do necessário para erguer uma casa semelhante no continente, avalia o empreiteiro: “O transporte consome muito tempo. Embora o trajeto no mar seja curto, dá trabalho carregar e descarregar tudo”, diz Marcos da Costa Monteiro Filho, há 30 anos tocando obras naquele pedaço. E se você está pensando em construir uma casa na praia veja também um projeto que foi feito para hospedar amigos e familiares e que também pode ser alugado quando estiver vazio.

Publicidade