Jardim da Glória: uma região de casas

Próximo ao centro e à Avenida Paulista, o bairro exibe de pequenos sobrados a casas amplas e confortáveis. Alguns são antigos, outros recém-construídos

Por Da redação Atualizado em 14 dez 2016, 11h58 - Publicado em 27 nov 2006, 17h08

Ao lado da Chácara Klabin, esse território também pertenceu à família que dá nome ao bairro vizinho. Isso até 1961, quando a região foi loteada. Mais antigo e de perfil consolidado, o bairro caracteriza-se como zona estritamente residencial – o que significa que não há padarias nem farmácias nas proximidades. A infra-estrutura de comércio e serviços concentra-se nas vias de acesso mais próximas, como as avenidas Ricardo Jafet e Lins de Vasconcelos. É mais fácil encontrar boas opções de sobrados usados, que se mantêm bem conservados pelos moradores. Lançamentos são raros, mas o local conta com condomínios horizontais bem recentes. “Como trata-se de uma área já bastante adensada e de geografia acidentada, é difícil encontrar terrenos novos para construir”, explica Luiz Paulo Pompéia, diretor da Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio (Embraesp). Nos limites do bairro, há prédios de apartamentos. Positivos Comércio e serviços nas vias de acesso

Segurança

Proximidade do centro e da avenida Paulista

Negativos

Poucas vias de acesso

Preços elevados

Antenada no futuro”Vivi 12 anos em frente ao metrô Vila Mariana”, diz a gerente comercial Irene Sposito. “No final de 2001, vendi meu apartamento para buscar um refúgio mais calmo. Pensava nos lançamentos do Klabin quando um conjunto de casas perto da avenida Ricardo Jafet chamou minha atenção. Encontrei uma ilha de tranqüilidade para mim e para meu filho. Minha casa já valorizou e os preços devem subir ainda mais com a ampliação da linha de metrô.” As ruas arborizadas do bairro acolhem moradores antigos, de perfil mais tradicional e familiar, e casais jovens que procuram o conforto de morar numa casa em uma área tranqüila, segura e próxima ao centro. Diferente da Chácara Klabin, que se consolidou como um nicho desejado por famílias de classe média alta, o Jardim da Glória tem um perfil misto de ocupação, predominantemente de classe média.

Continua após a publicidade

Publicidade