Casa Created with Sketch.

Estilo industrial e integração são chaves deste apartamento de 70 m²

O projeto do Studio Tan-Gran buscou também trazer a identidade do morador para dentro do apartamento, garantindo muita personalidade ao projeto

 (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Proporcionar um lar com um dia a dia prático e de fácil manutenção. Foi esse o desafio lançado para as arquitetas Claudia Yamada e Monike Lafuente, do Studio Tan-gram, ao reformar este apartamento de 70 m² localizado em São Paulo. 

Como o morador é um jovem que acabou de conquistar o seu primeiro apartamento, as profissionais entenderam que este deveria ser um espaço completamente novo e revelar os seus desejos.

 (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Assim, para a decoração de interiores, elas apostaram no estilo industrial mesclado com elementos que refletissem as experiências, paixões e personalidade do morador. “Durante o briefing, um dos pontos que ele mais enfatizou foi o amor por viajar”, relembra Monike. E nesse contato valioso que estabeleceram para buscar as referências presentes no projeto, descobriram também que o proprietário já havia morado nos Estados Unidos e Inglaterra – passagens eternizadas em sua trajetória e que foram trazidas para a memória afetiva de sua morada. 

 (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

No apartamento com área social integrada, os ambientes ganharam toques de azul, cor presente na bandeira dos dois países, e o laranja, uma referência aos tijolinhos famosos nas fachadas londrinas. “Apostamos no resultado harmonioso de uma paleta de tons fortes”, enaltece Claudia.

Com sala de estar, cozinha e terraço conectados, as arquitetas exploraram o pé-direito alto do imóvel para favorecer a amplitude visual. Para conseguir essa integração entre living e o terraço, foi removido o caixilho que separava os ambientes e aplicado o mesmo piso por toda extensão. O tapete, em tom forte de azul, ajuda a delimitar os espaços e harmoniza com o cinza do sofá, que por sua vez recebeu manta e almofadas em cores claras, deixando-o ainda mais convidativo para uma maratona de filmes e séries.

 (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

No terraço, um cantinho é o destino super confortável para leitura e descanso. Com tapete mais felpudo e poltrona de camurça, na cor marsala, a proposta do ambiente emana aconchego para um descanso noturno ou o merecido ócio aos finais de semana.  “Além de prestigiar o projeto com uso máximo de todos os espaços, ideias assim deixam a casa muito mais elegante e setorizada”, diz Monike.

 (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Já na cozinha, que contempla uma visão abrangente da ala social, o projeto aproveitou o espaço vertical generoso para a execução dos armários. “Como o cliente é super prático, ele não precisava de uma cozinha com tantos acessórios. O cooktop, por exemplo, é de apenas duas bocas”, conta Claudia. 

Como apoio extra para a bancada, a cozinha também conta com uma ilha. A mesa de jantar, por sua vez, explora a madeira e tem cadeiras com estofado laranja.

 (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Outro pedido contundente do morador foi para a divisão existente entre a parte social e seu dormitório. “Dessa divisória nasceu o grande partido do projeto, que se trata de um ‘L’ da entrada até a parede e que se estende para o terraço. Para tanto, trabalhamos com um painel de madeira e iluminação indireta, de forma a enfatizar esse volume novo que criamos”, explica Claudia. O painel conta com portas mimetizadas – uma para o lavabo e outra para a área íntima.

 (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Com 12 m², o dormitório tem como destaque a parede de tijolinhos, muito comum nas construções inglesas. Ela cria um contraste com a cabeceira azul, tom escolhido também por sua contemporaneidade. O painel em laca conta ainda com iluminação embutida, em LED, que valoriza todo o espaço. “A cor também ajudou a deixar o espaço mais aconchegante, dando um toque de personalidade”, finaliza Claudia.

 

 (Estúdio São Paulo/Casa.com.br)

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.