Casa na praia em meio à mata nativa

Em meio à mata nativa da serra do Mar, no litoral paulista, a casa, amparada na estrutura de madeira certificada, possui amplas vidraças, que convidam a natureza a entrar

Por Por Denise Gustavsen e Eliana Medina | Fotos Eduardo Pozella Atualizado em 20 dez 2016, 18h01 - Publicado em 27 jul 2009, 21h03

A exuberância do morro determinou a natureza do projeto. Dois grandes volumes interligados em cinco níveis exploram ao máximo o entorno a partir de panos de vidro que deixam o verde sempre ao alcance dos olhos e integram interior e exterior de forma harmoniosa. Em prol dessa visão privilegiada, o arquiteto Sidonio Porto virou a casa para a vegetação e deixou o mar reservado apenas para quem espicha o olhar das varandas das suítes distribuídas no alto da casa. Esse é o único núcleo fechado com alvenaria para garantir sossego. “Aproveitei o sol, o cenário e joguei a piscina e o lazer nos fundos do terreno”, conta. Como o proprietário é apaixonado por culinária, o arquiteto criou uma agradável cozinha gourmet aberta para o jardim. Graças às aberturas cruzadas, a casa também se nutre da claridade e da ventilação natural para oferecer conforto térmico. Solução bem-vinda em tempos em que a ecoeficiência conta pontos numa obra. Até a vistosa estrutura respeitou essa máxima ao pé da letra: é cumaru proveniente de manejo florestal. As lâmpadas? São acesas apenas quando a noite cai. Para aquecer a casa, conheça outras 28 lareiras com detalhes inusitados.

Publicidade